Tate no Yuusha no Nariagari:Web Chapter 362 (Brazilian Portuguese)

From Baka-Tsuki
Jump to: navigation, search

Capítulo 362 – Imortalidade[edit]

“Vocês acharam Minha explicação estranha?”

“É.” (Naofumi)

“Mas, quero dizer… regras são relativas para cada mundo. O que é certo e errado é dependente da pessoa, certo? Não é como se Eu não vesse isso. E para preencher um senso de justiça, há vários mundos que iriam emprestar seu poder e causar a queda de outro.”

“O que? Eles não deviam tentar salvar o mundo do seu colapso?” (Naofumi)

“Nas palavras do seus mundos, vocês iriam lutar com um criminoso armado de mãos vazias? Para poder recuperar o poder gasto em salvar o mundo, eles irão provavelmente usar um pouco dele como forragem.”

“Isso é colocar o carro antes dos bois.” (Naofumi)

“O inseto maior mata os menores para sobreviver. Isso é errado?”

… Eu não posso negar isso.

Regras são o que quer que foi feito pelas pessoas ali. Há alguma lógica nisso.

Pela minha experiência eu posso dizer que condenar o Herói do Escudo é a regra de Melromarc.

Na verdade, pela perspectiva de muitas forças diferentes que eu lutei, eu sou visto como o cara mau.

Como eu sou mau, a coisa certa a se fazer é derrotar o mal.

“Mas… ela já descendeu ao mundo, certo?”

“É, e ela arrastou oito diferentes mundos juntos.” (Naofumi)

“É provavelmente que no mundo que vocês estão tentando ir, as condições necessárias para ela descender era a ligação de oito mundos.”

“Eu não sei a exata lógica por trás disso, mas esse parecia ser o caso.” (Naofumi)

Colocando junta a informação que eu tenho, isso parece certo.

Ou senão, tudo que ela iria fazer era descer e matar todo mundo para poder upar.

Se tivesse uma razão pela qual ela não podia, esse é o chute mais seguro pelo processo de eliminação.

“Isso mesmo. Vamos comparar isso tudo à um papel. Vocês podem colocar uma pedra leve nele, certo? Mas e se a pedra fosse mais pesada? Vocês irão precisar de um papel grosso o suficiente para aguentar ela. O papel é o mundo, e a pedra, deus. Não, é provavelmente completamente diferente, mas Eu acho que se ela só descesse como ela quisesse, haveriam terríveis efeitos posteriores.”

Um papel e uma pedra…

Depois que a assimilação mundial começou, os levels dos monstros todos subiram drasticamente.

A capacidade do papel não era alta o suficiente, então ela alcançou picos em seu level?

O mundo tem sua própria largura, e uma quantia certa de peso que pode carregar.

Ela deixa ele só grande o suficiente para aguentar ela antes de descer.

Eu acho que tem algum sentido nisso.

“… Eu entendo o que você está dizendo. Então se nós relatarmos isso para um mundo defensor, nós seremos salvos?” (Naofumi)

“Isso é provavelmente impossível. Será difícil chegar até lá.”

“O que você quer dizer?” (Naofumi)

“Aquele que ficou no seu mundo parece estar brincando. Como um jogo, ela faz os países e pessoas do mundo lutarem apenas para ver quem vai ganhar. E independentemente de qualquer país que ficar por cima, se ela sentir uma ameaça próxima, ela irá imediatamente sugar todo o poder no mundo, arrumar suas coisas, e fugir. Para poder ver aqueles que acreditaram nela, aqueles deliciados com sua própria vitória, caírem em desespero, e rir. Eu ouvi sobre algo assim. Pessoas que acham prazer em coisas desse tipo.”

Só quanto de uma puta ela é?

Nada aconteceu ainda, mas eu ainda sinto raiva acumulando no meu estômago.

“Para colocar isso simplesmente, se desenvolveu numa situação onde o mundo será destruído ao aperto de um botão. Não está dentro do escopo onde ele pode ser salvo. Tarde demais. Mesmo com as falas grandiosas dela de passado, presente ou futuro, assim que o mundo em si se for, não há como reverter o tempo. Há somente algo como migrar para outro mundo.”

“Mas isso não significa que eu posso desistir!” (Naofumi)

Eu tenho um único desejo. Trazer paz para aquele lugar.

Eu decidi. Eu irei salvar aquele mundo.

“Eu sei. Eu nunca disse para vocês desistirem. Ainda assim… com ela fazendo tudo isso, Eu acho que ela está ao menos sendo monitorada, mas tem… discórdia interna, era chamado?”

No que a figura em robes murmurou para si mesmo, eu imaginei um criminoso se infiltrando nos escalões de uma força policial.

Enquanto ganha confiança. ele continua a praticar crimes.

Mesmo que ele faça um relatório para os Espíritos, se a pessoa reportando está do outro lado para começar, ajuda não virá.

“Então você é… um cidadão de um desses mundos protetores?” (Naofumi)

“Não. Eu sou diferente. Eu estou apenas nesta linha de trabalho porque Eu quero estar. Eu só estou fazendo o que quer Eu acredito, então Eu tenho tantas razões para lutar quanto há pessoas neste mundo.”

“Verdadeiramente infinitas?” (Naofumi)

“Certo. O que quer que seja o caminho certo de ação varia pelo lugar. Apesar que Eu acho que aquela que vocês estão lutando tem um pouco de uma personalidade louca demais.”

Entendo… eu murmuro, e a pessoa em robes dá alguns passos para frente, e aponta.

“O mundo que você está tentando alcançar é provavelmente aquele. Mas mesmo que você possa ver ele daqui, é meio longe.”

Ele aponta para o céu distante.

E lá, uma única bola larga flutuou.

Mas de um olhar, eu podia dizer que estava se distorcendo para um formato mais elíptico.

Dentro, alguma força estava agindo para tentar contrair a bola, e fazer ela menor. É assim que eu vi.

“Se for aquele, então Eu já estive lá antes. Devia ter alguém para proteger ele também, mas parece que ele não está mais lá.”

“Então você já esteve naquele mundo?” (Naofumi)

“Eu emprestei um pouco do Meu poder para aquele. Eu algumas vezes empresto meu poder para crianças como vocês também.”

“…” (Naofumi)

“Digamos que Eu lhes dou três desejos. Então agora, o que é que vocês querem?”

Ele repentinamente trouxe uma questão.

… Eu repentinamente me lembro de um demônio de uma lâmpada.

“Será dinheiro? Reviver os mortos? Poder? Ter aqueles que vocês gostam olhando para a direção de vocês? Ou poderia ser… imortalidade?”

“S-sim.” (Naofumi)

“Eu dei para aquele mundo o poder para matar aqueles imortais. E aquele mundo do outro lado só assistiu no que um imortal fez uma zona de outro.”

Então há vilões em todo mundo.

Não é só aquela Deusa Puta… este realmente é um lugar injusto.

“Seu mundo é um paraíso? Com os filmes, e mangás, e animes de que vocês sabem, aquele mundo não é como a história de que vocês sempre sonharam?”

“Não, é mais de um saco.” (Naofumi)

“Entendo. E, nos mundos em que eu passei, para que eles pudessem conseguir sozinhos, com os oponentes daquele nível, eles serão capazes de lidar até algum ponto, Eu emprestei para eles Meu poder. A razão pela qual vocês foram capazes de sobreviver depois de serem atingidos por um ataque conceitual é provavelmente devido a isso…”

Então é por isso que eu fui capaz de sobreviver os ataques dela que tinham coisas como infinito e eterno nos seus nomes, e fugir para meu mundo?

Atlas realmente disse algo como isso antes de nós partirmos.

Eu acho que isso conecta com aquela história antes.

O que é que um imortal fará?

Fazer seu próprio reino, e exibir seu próprio status imortal?

“O que você faz sobre Deuses Malignos? Se as coisas irem bem, eles podem ser derrotados?” (Naofumi)

“Deuses assim só estão nisso pelo prazer, então eles desistem bem rapidamente. Enquanto eles não puderem morrer, há várias oportunidades, e vários mundos por aí. Mas desta vez é diferente. Ela é só sedenta de sangue. Não tem como vocês ganharem.”

“Eu entendo o que você está dizendo. Eu só posso levar isso como uma piada elaborada, mas não é como se você fosse devoto de lógica. Então o que eu devo fazer?” (Naofumi)

“Quer que Eu vá derrotar ela? Você não terá nenhuma parte nisso, mas serve de benefício para todos nós.”

“Se você chegar perto, o mundo não estará acabado?” (Naofumi)

“Isso é porque ela pode sentir mundos protetores. Eu… não posso ser sentido pelos Espíritos, então Eu posso ir indetectado até algum ponto. Eu acho que ficará bem.”

Ele realmente disse que ele não podia ser sentido pelos Espíritos.

É seguro assumir que tem algo especial sobre ele.

“Mas proteger o mundo será difícil. Se Eu estou bem diante dos olhos dela, então é claro que ela irá Me notar, e se Eu tentar derrotar ela de longe, Eu irei acabar apagando toda matéria estranha naquele mundo com ela. Eu não sou tão habilidoso. No pior caso, ela irá desaparecer junto com o mundo inteiro.”

“Matéria estranha? Você não pode só apagar tudo disso daquele mundo?” (Naofumi)

“Espera, o que Eu quero dizer por matéria estranha são todos aqueles que vieram de outro mundo. Aqueles cujos corpos são deslocados da verdade do mundo, e algumas outras coisas. Eu irei acabando eliminando eles independentemente se são amigos ou inimigos. Isso irá provavelmente acabar com as mortes dos Heróis também…”

O braço direito da figura em robes transbordou com luz.

E o que apareceu nele foi uma garra de luz idêntica à forma da Garra do 0.

Mas seu tamanho era bem diferente.

A Garra do 0 da Firo preservou sua forma e tamanho como uma garra enquanto era usada.

Mas a garra que a pessoa de robes me mostrou parecia como se várias espadas estivesses empilhadas umas ao lado das outras.

É provavelmente que o poder que ele emprestou para aquele mundo era aquela garrafa que Fitoria manteve nas ruínas.

Isso significa que… esse cara é o salvador da minha vida.

Então talvez eu deva acreditar nele.

Não, se você pensar sobre isso, eu vim até aqui sabendo completamente bem que eu iria provavelmente morrer.

Se há qualquer medida que nós temos para derrotar ela, se junto com o mundo, nós morrermos, e esse cara derrotar a Deusa puta, então talvez meus arrependimentos irão sumir.

… Não.

Se nós derrotarmos ela, então isso será pelo bem de proteger o mundo.

É porque nós não podíamos fazer isso que nós estávamos tão preocupados. Eu não posso deixar isso acontecer.

“Há uma possibilidade que o mundo irá cair em ruína, mas Eu tenho certeza que Eu posso matar aquela Deusa. Para poder prevenir qualquer mais alvoroço pela mão dela, devo acabar com isso aqui?”

“Espera.” (Naofumi)

Eu seguro o ombro da figura em robes.

Eu decidi naquela hora. Que eu iria proteger o mundo.

“Qual o problema?”

“Não tem outro jeito?” (Naofumi)

“Nenhum… se Eu dissesse isso, vocês iriam desistir?”

Eu silenciosamente balancei minha cabeça.

“Como Eu pensei.”

O homem em robes dissolveu a garra na mão dele, e se virou para mim.

“Eu… decidi salvar aquele mundo.” (Naofumi)

“Então com essa determinação em mente, vocês juram nunca olharem para trás? Vocês podem viver sem arrependimentos? Vocês irão odiar o mundo se, para poder salvar ele, vocês se tornem um sacrifício para ele?”

“Que tolice. Alguém que não poderia fazer isso iria se arrastar de volta da morte?” (Naofumi)

Há pessoas que eu quero proteger.

Há pessoas que eu quero salvar.

Há pessoas que eu amo.

Se eu me tornar um sacrifício por elas, então esse é um preço barato para se pagar.

E espera, isso realmente não é nenhum pouco diferente de antes.

“Eu mantive você falando por um tempo. Eu tenho que ir lá o mais rápido que eu puder.” (Naofumi)

Eu virei meus pés para o mundo que o homem em robes havia apontado.

“Se uma pessoa normal tentasse andar lá, eles entrariam num mundo de problemas. Eu lhes levarei, então só esperem um pouco mais.”

“Como se eu ligasse! Tem um lugar que eu preciso ir. Eu não me importo sobre o que aconteça comigo no caminho.” (Naofumi)

Eu disse as palavras que estiveram na minha língua desde o momento que eu decidi ir.

“Eu nunca me arrependerei disso.” (Naofumi)

Como se o homem em robes tivesse desistido, ele dá de ombros.

“… Entendido.”

A figura em robes tirou seu robe, e começou a dobrar ele.

Ali… ficou uma forma de vida estranha ilustrada nos murais da Fitoria.

Resumindo tudo, ele era algo como um gato. Ele era bípede, e sua largura era um pouco não natural.

Mas não ao ponto do gato que convida, ou robô azul sem orelhas.

Ele estava vestindo um macacão, e sua cauda tinha a aparência daquela de um lagarto. Eu só posso ver ele como algum tipo de gato beastman.

O Espírito do Escudo começa me circular.

É como se ele estivesse dizendo ‘eu acredito em você’.

“Vocês vão morrer, sabiam? Vocês estão bem com isso?”

“Quando eu fui primeiro para aquele mundo, eu descobri que vida em si era uma batalha. mesmo que você esteja simplesmente imerso num banho quente um dia, você sabe que um fim irá eventualmente chegar. Tem uma hora quando você morrerá. E para poder não ter nenhum arrependimento, eu irei ir em frente.” (Naofumi)

Mesmo se essa escolha levar à ruína… eu não segurarei uma mágoa.

“Bem, então… só continuem indo bem, bem naquela direção, e vocês devem chegar lá. Esse é o caminho que vocês estavam indo antes de baterem em Mim.”

“Entendo. Eu não direi que essa discussão foi inútil. Obrigado.” (Naofumi)

Bem, eu realmente não sei. Mas eu irei acreditar nele por tanto quanto o favor de indiretamente salvar minha vida valer.

Hmm? Espera um segundo.

Você pode chegar numa estrela no céu à pé? Não, eu não tenho nenhum outro meio em primeiro lugar.

Não parece que o Espírito do Escudo pode fazer alguma coisa para me enviar lá neste momento.

Ainda assim, seria pior ter o cara suspeito que eu acabei de encontrar me levar lá.

Eu entendo que ele estava indo fazer algo com um resultado não claro.

Em primeiro lugar, o mundo que eu estou procurando está bem diante dos meus olhos, então eu não devo só me levantar e ir?

“Parando para pensar, você me fez me introduzir, e você nunca deu seu nome.” (Naofumi)

“Meu nome? Eu tenho até que alguns, mas vocês estão bem com o que Eu tenho sido chamado a maior quantia de tempo?”

“Sim.” (Naofumi)

“Arc.” (Arc)

“Entendo. Bem, então até.” (Naofumi)

“Só um momento. Eu irei conjurar um amuleto para fazer a jornada de vocês ir bem.” (Arc)

“O que é?” (Naofumi)

“Primeiro, apertem Minha mão.” (Arc)

Hmm… eu não realmente acho que eu tenho o tempo para algo assim.

“Agora concentrem sua mente… Eu saberei se vocês não estiverem fazendo isso, então tenham certeza de fazer isso propriamente.” (Arc)

“Pare de encher.” (Naofumi)

“Se acalmem… é, acabei. Espero-vos bem.” (Arc)

Eu parto com Arc, e começo a trilhar o caminho.

A luz dada pelo Espírito do Escudo não foi para frente para me guiar.

Pensamentos de parar por outro mundo para conseguir um carro ou foguete passam pela minha mente.

Mas isso não é problema meu.

Quero dizer, não tem como olhar para trás, certo?

E se eu esperasse pelo Espírito do Escudo para me guiar de volta lá, eu duvido que alguma coisa iria acontecer.

Atlas realmente disse que aquele era o último pedaço do poder dele.

Parece que aquele sujeito Arc queria me levar, mas eu aposto que isso seria tão devagar quanto.

As coisas ficarão agitadas? Não se preocupe. Elas já estão.


Voltar para Web Chapter 361 Retornar para Página Principal Avançar para Web Chapter 363