Mahouka Koukou no Rettousei:Volume 10 Capítulo 11

From Baka-Tsuki
Jump to: navigation, search

Capitulo 11[edit]

Foi na escuridão.

Apesar de sua consciência ter sido despertada, não podia mover seu corpo físico.

Os olhos não abriram.

As orelhas não quiseram ouvir.

O sentido do olfato e do tato também não funcionaram.

Se fosse humano, ele provavelmente teria enlouquecido em metade de um dia. No entanto, não era humano. No sentido habitual das palavras, não era uma coisa viva.

Podia esperar para sempre. Afinal, ele não possuía o conceito do que é chamado de tempo de vida. Desde que a sua consciência tinha despertado, ele havia se alojado em algo e em si, continuava a refletir sobre algo. A fim de se preparar para que, ele próprio teria que aprender sobre o receptáculo em que estava alojado.

Ele logo percebeu o que ele próprio era. O que tinha dado a consciência neste vaso vazio que foi inserido, não ponderar o mínimo. Porque ele era de fato um vaso vazio, não foi distraído por pensamentos que se tornaria mera estática.

Ele entendeu o propósito para o qual nasceu. Tudo o que restou foi adquirir o poder do movimento.

Pacientemente, ele continuou a esperar quando, de repente, sentiu a energia que flui para dentro do vaso.

Rapidamente, ele agarrou o corpo. O conhecimento de como fazê-lo foi armazenado no seu cérebro. Ao contrário da última vez, ele tinha liberdades, mas, felizmente, não se lembra daquela vez. Dentro do cérebro, movimentos de sinais eletrônicos foram transformados em sinais Psion; lendo a mente de alguém era algo que tinha experiência com o da última vez. Mesmo que não se lembrava de fazê-lo, isto entendia como fazê-lo e, felizmente, este vaso tinha acumulado uma grande quantidade de Psions.

Isto leu ele mesmi imerso no interior em sinais Psion disto, ele próprio, emitido. Ele aprendeu a maneira de usar esse corpo. Os olhos foram capazes de ver. As orelhas eram capazes de ouvir. Os dedos, braços e pernas se moviam. Com isto, foi agora capaz de ser usada por aquela pessoa. Isto não queria mostrar intencionalmente a alegria de adquirir um corpo que se movia.

-No entanto, a expressão não se alterou. Este corpo não tinha um mecanismo para alterar expressões instalados. Portanto, ele tinha, com o seu próprio poder, criar a expressão feliz enquanto ele procurou com o cérebro que havia adquirido pela aquela pessoa.


◊ ◊ ◊


Quinze fevereiro.

Em vez da atmosfera imprevisível de ontem, uma confusão misteriosa flutuava sobre o campus da Primeira alta.

Não tinha nada a ver com qualquer um dos alunos. Muito pelo contrário, a maioria dos estudantes não tinham contato direto com o incidente.

Apesar disso, em um piscar de olhos, uma onda de curiosidade sobre o mistério se espalhou por toda a escola.

Tatsuya pisou no local do incidente durante a pausa do meio-dia, antes do almoço.

Não havia nenhuma maneira que esta era uma demonstração de sua curiosidade. Um primeiro ano cujo rosto era familiar - uma "pessoa envolvida no incidente" real - havia implorado até que ele relutantemente concordou em vir.

"Ah, Shiba-kun."

Quando ele reconheceu Tatsuya, Isori o chamou de algum lugar com uma voz aliviada.

"Isori-senpai, obrigado por ter me chamando. Nakajou-senpai também foi arrastada para isso?"

Escusado será dizer que, Tatsuya chamava Azusa 'Nakajou-senpai' em vez de 'presidente' não era porque ele ainda pensava em Mayumi como presidente ou qualquer outro significado secreto. Como de costume, Kanon estava ao lado de Isori. Entre a multidão de pessoas, Tatsuya focou em Hattori, o Líder Management Group, que também estava lá.

"Um grande número de alunos se sentiram desconfortável sobre o fenômeno..."

Azusa, ela mesma, respondeu inquieta. Apesar de ter sido chamada, este problema não parecia estar dentro da sua especialidade.

"No entanto, para ser sincero, acho que o incidente está além da habilidade de um estudante do ensino médio. Nós ouvimos algo dos professores?"

"Para dizer a verdade," o sujeito primeiro ano que trouxera Tatsuya aqui, estava na vizinhança e parecia estar diluindo seus lábios na insatisfação porque ele sentia que isso não se aplicava a Tatsuya.

O 3H, [Humanoid Home Helper: um robô de serviços de casa em formato humano] - um mecanismo em forma humana - estava sorrindo; disseram que tinha sido atingido com poder mágico.

Se tudo o que o humanóide tinha feito era sorrir, ele provavelmente não teria acumulado tanta preocupação. Já havia um robô protótipo do tipo humanóide equipado com uma função de mudar a expressão. Para um P94 Type, que não tinha a função de mudar expressão instalado, para realmente mudar a expressão era de fato uma situação anormal, mas isso não incomodaria as pessoas não familiarizadas com a tecnologia tanto assim sem dúvida. E, numa escola mágica, há uma tendência acentuada em estar desfamiliarizado com as artes não-mágicas como as artes puramente mecânicas.

No entanto, se uma boneca que não deveria ser capaz de alterar a expressão, tinha sorrido através do uso de magia, então foi um incidente paranormal que estudantes do ensino médio de magia não podiam ignorar.

Mesmo se eles que usam magia lidam com o 'Arcano', eles não lidam com o 'Paranormal'. Na verdade, eles provavelmente sentiam ainda mais medo e inquietação de incidentes anormais, porque eles eram pessoas que manipulavam o sobrenatural.

"Até pouco tempo atrás, Tsuzura-sensei estava investigando, mas ele afirmou que não poderia tirar uma conclusão clara."

"Ele não podia eliminar qualquer coisa, quer?"

"Está certo."

Como ele respondeu, Isori apareceu para tornar-se um grau mais confuso.

"Ele era capaz de observar os vestígios de uma alata concentração de Psion a partir do corpo do P94. Sensei disse que parecia que eles estavam sendo liberados a partir de dentro do funcionamento interno do tórax, para fora."

Como Isori respondeu: Tatsuya fez uma careta, o que poderia ser apenas natural.

"Da porção do peito de um 3H que é a unidade de contenção para o cérebro eletrônico e a célula de combustível? De onde é que vem?"

No âmbito da 3H, a unidade de comunicação e o sensor principal foram em parte de cabeça, uma única célula de combustível foi instalado no peito, tendo-se tanto as partes esquerda e direita com o cérebro electrónico enroscado nela, e cabos de informação e energia passando dentro do quadro esquelético.

Se ele disse que a origem das emissões foi o centro do peito, em seguida, ele foi provavelmente o cérebro eletrônico, mas ...

"Ele disse nas proximidades do cérebro eletrônico. Nossa... o acabamento é muito bom."

A resposta foi previsível. Tatsuya não queria suspirar com Isori.

Ele foi normal, mas não existe um mecanismo para a emissão de Psions no cérebro electrónico. Era necessário ter uma pedra de indução transformando ambos os sinais eletrônicos e sinais Psion para levá-los a interagir e não havia nada como uma pedra de indução instalada no computador de um 3H - não foi necessário. E sinceramente, não era algo que deveria ter sido... instalado.

"...Tem os sócios deste clube remodelado-o?"

Por este clube, ele se referia ao Clube de Pesquisa Robótica. O lugar que eles estavam conversando era da garagem atribuída a eles como sala do clube.

"Se o tivessem feito, eles não estariam tçao preocupados."

A resposta a Tatsuya não realmente séria questão, foi misturado com uma risada seca.

A ligeira brincadeira não foi muito útil em aliviar o humor.

"Além disso, ele parece ter sido capaz de ver traços Pushions. Mas com eles, ele não poderia dizer se as emissões provenientes de dentro ou de fora."

"Como em comparação com o sensor Psion, o rendimento das máquinas de observação Pushion é bruto."

A voz de Isori pendurou levemente no ar, mas a informação suplementar que ele deu estimulou fortemente os processos mentais de Tatsuya.

Dentro de sua cabeça, ele estava compondo uma hipótese surpreendente. Contendo à força sua imaginação selvagem, e pressionou essa hipótese causando essas idéias para o fundo de sua mente temporariamente.

"Você não é capaz de ver nada de estranho no controle? Tem ele começado a se mover por conta própria..."

"Oh, não até agora. Mesmo agora, ele está obedecendo às ordens, à espera, em modo de suspensão para o próximo comando."

Havia indicações de pessoas falando por trás deles. A forma como as coisas estavam indo, ele provavelmente iria perder o almoço; bem, Miyuki ou Honoka pode comprar-lhe o almoço, Tatsuya preocupado.

"Então, o que você quer que eu faça?"

No entanto, sua conversa com Isori ainda não tinha acabado. Por que ele foi chamado, foi absolutamente certo de que ele não poderia tranquilamente pedir algo para comer.

"Eu quero que você veja o cérebro eletrônico do P94. O CAD é um exemplo de um mecanismo que combina artes eletrônicas e artes mágicas. E na nossa escola, a pessoa mais talentosa que mais sabe sobre o software CAD é você. Pelo menos, isso é o que eu acho. Desde a competição das Nove Escolas."

Após Isori falar tudo isso, possivelmente devido a tornar-se consciente dos olhares da galeria, de repente, ele abaixou a voz.

"Eu quero que você se certifique de que não há algum truque como o 'Golden Electron Silkworms' do Concurso das Nove Escolas".

"Eu vejo."

Mesmo Tatsuya gradualmente tomou controle sobre o que Isori estava preocupado.

Certamente, se fosse uma ativação tardia oculta, então mesmo que a expressão mudou, eles ainda não podiam ser capaz de detectar alguém usando magia sobre o boneco. Eles não sabiam por que alguém faria isso, mas a possibilidade de dano criminal não era zero.

"Eu entendo. No entanto, eu não posso fazer uma verificação completa aqui, mas poderia se eu usasse uma sala de manutenção."

"Isso vai ficar bem. Eu vou conseguir a permissão em breve."

Azusa foi quem deu esta resposta. Ela era muito adepto a usar um terminal de estilo telefone, e ela levantou o rosto com um suspiro de alívio.

"Eu tenho permissão para usar uma sala de manutenção. Podemos usá-lo quando depois do quarto período."

Isso é um lembrete implícito para não gaziar aula? Tatsuya comentou em sua cabeça.


A sala onde foram instaladas as máquinas de modificação CAD era chamada de sala de montagem. Este quarto foi normalmente utilizado por alunos e funcionários para modificar suas CADs.

A sala de manutenção não era apenas para modificar CADs para atender o usuário, mas também para a sintonizar e organizar CADs; ele também tinha os aparelhos de alterações de configuração detalhadas e outros mecanismos que tornaram mais fácil a remodelação. No entanto, eles eram máquinas especializadas caras e difíceis de aplicar corretamente. Por essas razões, Tatsuya trouxe o corpo real do P94 para a sala de manutenção, que raramente tinham usuários.

Os companheiros de Tatsuya foram Isori e Azusa, com a adição de Miyuki, Honoka, Erika, Leo, Mikihiko e Mizuki, seus companheiros habituais. Uma vez que o paciente foi guardado, todos os outros fugiram rapidamente, provavelmente devido à bizarrice esmagadora daquele rosto.

Kanon, como Mizuki e os outros aprenderam, tinha ido em uma missão de aquisição. Os espectadores extras foram excluídos por Hattori. Hattori não foi incluído entre os espectadores extras, e que ele reconheceu os direitos de Erika e Leo que se sentasse com ele deu um vislumbre de sua personalidade complicada. Claro, isso provavelmente não se deveu a qualquer fraqueza. Ele parecia um pouco aliviado que eles não estavam olhando para Isori e Azusa como turistas curiosos.

"Para começar, você pode me dizer tudo o que aconteceu."

Enquanto comendo o sanduíche quente que Isori tinha gentilmente concordado que ele poderia ter, quando ele sugeriu que eles comessem primeiro, Tatsuya solicitado informações precisas.

"Eu não sei mais do que os rumores circulando no campus."

O companheiro do primeiro ano que arrastara Tatsuya para a confusão não tinha explicado o suficiente sobre a situação.

"O início do incidente foi por volta das sete horas da manhã?"

Em resposta à demanda de Tatsuya, Isori assentiu "claro" e, em um tom de negócios, começou a explicar.

15 de Fevereiro - 07:00

O 3H P94 apelidado de "Pixie [Duende]", que foi armazenado na garagem de pesquisa robótica, foi reativada a partir do modo suspenso por um dispositivo sem fio. O Humanoid Home Helper comumente chamado de robô de ajuda arrumação 3H também tem um temporizador para reiniciá-lo usando seu próprio poder, mas devido à carga sobre as células de combustível, recomenda-se uma fonte externa de energia elétrica ser usado.

Quando os alunos não estão em atendimento, Pixie desperta e executa seu programa de auto-diagnóstico. O manual do utilizador 3H estado que é desejável para o programa de diagnóstico para ser executado a cada manhã antes de fazer as tarefas domésticas.

Não é um procedimento seguido muito em famílias regulares, mas o Clube de Pesquisa Robot segue fielmente o manual, uma vez que não são os donos do P94.

Como afirmado anteriormente, não havia alunos na garagem. E não havia nenhuma atividade incomum observado a partir das câmeras dentro ou fora da garagem quando o servidor usou o aplicativo de controle remoto que tinha sido instalado nele para iniciar o auto diagnóstico, não importa o quanto ela já foi examinada.

O programa de auto-diagnóstico concluiu que não havia nada de anormal no processo de inicialização. Quando o programa terminou, o 3H era para voltar ao modo de suspensão.

Por uma questão de fato, o 3H que supostamente não tinha nada de errado com ele não assumiu o modo de suspensão como planejava de função.

Após o programa de auto-diagnóstico parar, o P94 começara a se comunicar com o servidor eletronicamente. De acordo com o log de acesso, os dados que ele recebeu foi o registo dos alunos desta escola.

Decidindo que havia uma grande possibilidade de que ele foi infectado com malware remotamente ativado, um comando de função cessar foi enviada. Desde que o comando de função cessar aplicada a mais do que o cérebro eletrônico, o comando substituído todos os outros comandos. Naturalmente, se um programa implantado (como máquinas não foram autorizados a correr amok) foi usado no OS, a resistência seria inútil software sábio.

Máquinas usadas pelos militares tinha um dispositivo inserido neles para excluir comandos remotos de longa distância, mas as máquinas para uso civil não tem esse dispositivo instalado. Naturalmente, P94 também foi destituído desse tipo de hardware. Isto permitiu que a sequência de desligar para ser processado de maneira segura; embora tenha levado algum tempo para ele fechar completamente, não havia nenhuma maneira o comando real poderia ser ignorado.

Apesar disso, Pixie não cessou completamente o funcionamento.

Continuou solicitando os dados a partir do servidor; do lado do servidor, ele fechou a conexão sem fio, e, finalmente, P94 parou seus movimentos anormais.

Ao longo deste período de funcionamento anormal, as câmeras de observação registraram Pixie sorrindo um aparentemente feliz sorriso -

"Essa expressão como se estivesse excitado esperando por algo."

Após Isori resumiu tudo, o rosto de Azusa parecia um pouco mais pálido, por sua expressão de medo provavelmente incitado assustador. Quando uma boneca mecânica que não deveria alterar expressões fez uma cara como essa, mesmo Tatsuya inconfundivelmente teve arrepios.

"Eu olhei para os logs do P94 e o comando obrigatório foi certamente recebido. Não, se é para ser confiável, em seguida, sem dúvida, o comando função cessar foi executado no cérebro eletrônico do P94."

Enquanto ouvia as palavras, Tatsuya apareceu para refletir um pouco.

"... O P94 continuou a funcionar quando o sistema eletrônico devia ser encerrado porque algo diferente do que a eletricidade estava enviando sinais de comando para controlar a máquina. E eu acho que algo era ou uma onda Psion, ou algum tipo de poder mágico que foi acompanhado por uma onda Psion. "

"Exatamente o que eu esperava de você Shiba-kun, isso é correto. Tsuzura-sensei afirmou a mesma coisa, mas eu não consigo pensar em outra explicação também."

"Entendido... Eu vou examiná-lo."

Enquanto conversavam, ele sentiu que a máquina infectada por um novo tipo de vírus parecia bastante provável, mas essa explicação não explicou o 'sorriso'. Ele hesitou em usar o seu "poder de observação" na frente de Isori e Azusa, mas, aparentemente, nada iria acontecer se ele não monitorá-lo.

"Pixie, liberar modo de suspensão."

Tatsuya falou com o tipo de menina robô sentado no carrinho automotora (para ser correto, ele estava sentado na cadeira instalada no carrinho).

Os resultados apareceram imediatamente. Para ser breve, a resposta normal para a entrada vocal. A máquina apelidado Pixie rapidamente abriu os olhos, levantou-se da cadeira e se curvou profundamente.

"Você tem uma ordem, senhor."

As palavras pré-definidos para ser ativado sem problemas fluiu para fora dos lábios ligeiramente em movimento.

A frase preparado desnecessária mais uma vez sem problemas fluiu em seu formato fixo; no entanto, o tom parecia que estava mais perto de ser humano do que antes.

"Procurar as operações e registros de comunicações de depois das sete horas da manhã. Descanse no stand, virado para cima, e mudar para o modo de controle."

"Confirmar autoridade de administrador."

A ordem de Tatsuya precisava de uma autorização de supervisor; A resposta de Pixie para isso também foi uma resposta do formato predefinido.

Porque ela não tinha ficado para baixo do carro, seus olhos estavam um pouco mais alto do que de Tatsuya e a menina (?) Estava olhando nos olhos de Tatsuya. -Claro, Que é como ele poderia ser descrito se fosse um humano a se comportar como este; na verdade, ela estava olhando para o rosto todo. A esta distância, a procura por um sistema de reconhecimento de íris ainda era teórico.

Alias, Tatsuya não foi registrado como um supervisor para Pixie. Consequentemente, um passe face (abreviação de segurança de reconhecimento facial) foi inútil; que não era uma maneira de dar prova de autorização.

Na verdade, Tatsuya tinha um cartão de autoridade administrativa no bolso.

Portanto, desde o início, os olhos de Pixie não deveria ter estado a olhar para o rosto dele, mas pelo seu bolso.

Apesar de que.

O olhar de Pixie.

Manteve-se no rosto de Tatsuya como se colado a ele e não se mexeu.

O tempo perdido olhando para ele fez 'fixada' uma palavra melhor para descrever aquele olhar.

Assim como não só Tatsuya e Azusa mas todo mundo começou a sentir que "algo está estranho," Pixie se moveu.

Um pequeno sussurro de 'encontrado' girado para fora de sua boca,

E de uma forma deliberada, subiu do carrinho,

E no instante seguinte atirou-se no Tatsuya.

(Evitar desaconselhável!)

Dentro própria mente de Tatsuya,

(Classificação de ameaça pequena.)

Essas idéias comprimido esvoaçavam.

-Tatsuya pegou o corpo de Pixie, que era uma cabeça mais curta do que a sua própria, a partir da frente.

Partindo do pressuposto de que 3Hs seria usado em casas civis, que foram construídos a partir de materiais leves.

O impacto não foi tão grande. Certamente, foi provavelmente sobre o nível de ser abraçado por uma mulher adulta normal.

Um grito indistinto soou.

Ambos os braços de Pixie estavam firmemente circulando o pescoço de Tatsuya.

Em suma, pode-se honestamente dizer, não havia dúvida de que ele estava sendo abraçado.

Ninguém, Tatsuya incluído, poderia proferir uma palavra.

Estar em uma perda de palavras era uma frase, provavelmente, feito para ser usado em ocasiões como esta.

Surpresa dessa extensão governou dentro do quarto.

Robôs não poderiam fazer esta exposição apaixonada de emoção

"... Oh, Shiba-kun é popular ate entre os robôs."

O silêncio dentro da sala foi quebrado por uma pessoa que não tinha sentido esse momento de choque.

Kanon tinha acabado de entrou na sala e entregou essa linha sem-graça.

Isso serviu como um impulso para eles, um por um, começassem a reviver do torpor emocional.

Tatsuya sentiu um olhar penetrante em suas costas.

Logo atrás dele, uma tempestade de neve fria de raiva estava sendo enviado para ele.

Miyuki tinha prontamente revivido de volta ao seu estado normal depois de ser congelado em estado de choque.

Embora se este deveria ser chamado de um estado normal não estava completamente sem dúvida.

"... Eu não estou ciente de nenhum interesse em brincar com bonecas de Onii-sama."

"De qualquer forma, por agora, acalme-se, Miyuki."

Se tudo que Miyuki fez foi enviar um olhar de repreensão na direção de Honoka, bem, de qualquer maneira, Tatsuya não pensar em falsas acusações de infidelidade (?) De sua irmã mais nova. -Que Ele poderia fazer tais suposições com essas coisas acontecendo em uma base regular não deixou dúvidas de que havia algo de errado no lado do 'irmão mais velho'.

"Não há nenhuma maneira que eu estou abraçando-o. Eu sou o único que está sendo abraçada."

"Com as capacidades físicas de Onii-sama, você não teria nenhuma dificuldade em evitá-la."

Certamente, se ele tivesse pensado em evitá-la, ele teria evadido. Resistência mecânica máxima do 3H foi abaixo do que poderia danificar acidentalmente ferramentas e utensílios e também não era forte o suficiente para machucar a família de seus donos, por isso 3Hs foram impedidos de ter mais força do que a mulher adulta média.

"Se eu tivesse evadido, eu teria colidido com você."

É por isso que ele não tinha evadido Pixie, porque Miyuki estava bem atrás dele. Não era tudo o que muita diferença entre os seus pesos, mesmo que ele pulou para trás; seria suficiente para detê-lo, mas a possibilidade de ele bater Miyuki para baixo foi alto.

"Oh, você pode avaliar tudo isso naquele instante."

"Você pode dizer muito simplesmente de olhar."

A voz de Leo mostrou surpresa e Erika usou um 'você só percebeu agora' de zombaria.

"... Eu sinto muito. Eu fui tão rude... "

Por outro lado, Miyuki, que não tinha entendido (ou melhor, não tinha sido capaz de pensar com clareza suficiente para chegar a essa conclusão) depois de pressionar ambas as mãos à boca, desanimada e debilmente derramou um pedido de desculpas. No entanto, apesar de estar visivelmente deprimido, ela também foi um pouco feliz.

"Mais importante, nós devemos fazer algo sobre Pixie."

Como resultado de Azusa, finalmente, ser capaz de se mover novamente, ela fez esta sugestão com uma voz hesitante.

Tatsuya, que tinha sido com vista para o fato de que ele ainda estava sendo abraçado, fez um sorriso olhando um pouco mal.

"Pixie, solte-me."

Ao comando de Tatsuya, a resina flexível revestida de braços mecânicos de Pixie contraiu. -Este Foi um pouco demais para um simples movimento criado por um motor.

Pixie removido obedientemente seus braços. -Houve uma relutância visível que não era uma ilusão de óptica simples.

O olhar de calor derramando de ambos os olhos visando Tatsuya também não era um produto de sua imaginação.

Isso tudo deve ser nada mais do que uma ilusão de óptica, mas - por alguma razão, Tatsuya não podia ignorá-lo.

"A troca de comando de modo está revogada. Pixie, sentar no sofá."

"Como quiser."

Desta vez ele prontamente obedeceu a ordem. A interpretação do senso comum é que era porque não era um comando que precisava de privilégios administrativos, no entanto, devido aos movimentos antinaturais anteriores que aconteceram diante de seus olhos, parecia que ele estava apenas obedecendo docilmente porque era Tatsuya.

"Mizuki."

Em seguida, Tatsuya chamou o nome de Mizuki.

"S-Sim?"

Mizuki tinha sido profunda no modo espectador; sendo chamado de repente afetou sua fala.

Mizuki, ela mesma, não era o único que se sentiu surpreso; Isori e Kanon virou os olhos suspeitas sobre ela.

"Mizuki, por favor espiar dentro Pixie para mim. Mikihiko, eu quero que você guarde Mizuki, para que ela não sofra qualquer grande dano com isso."

"... Você acha que algo está ocupando Pixie?"

Inconscientemente, Mikihiko sussurrou a pergunta.

"Alguma coisa, hmm, você optou por colocá-lo de uma forma indireta, Mikihiko."

A resposta de Tatsuya também não foi fácil, mas mais ou menos esperado que ele tinha a dizer, por isso foi o suficiente.

Em vez de um CAD, que ele foi proibido de possuir (no campus), Mikihiko produzido encantos e entrou em alerta.

Parecia que Mizuki também discerniu o caminho dos pensamentos de Tatsuya. Ela ficou tensa, um olhar um pouco assustado estava em seu rosto, mas, mesmo assim, ela tirou os óculos e examinou Pixie.

Os olhos de Mizuki se arregalaram.

Mais rápido do que ela pudesse abrir a boca, uma mudança veio de Pixie.

Havia uma expressão sobre a máscara humanóide.

Pelo que pôde ser visto, ele estava estabelecendo sua existência - isto também poderia ser parte do fenômeno.

"É lá... O parasita está lá."

Alguém engoliu em seco.

Com a exceção de Mizuki, todo mundo lá estava mostrando sua surpresa em formas individuais, e cada um deles estava pronto para a ação em sua própria maneira.

"Mas ..."

O sussurro de Mizuki ainda não tinha terminado.

"Esse padrão ..."

Após Mizuki franziu a testa e fez um ansioso "Hmmmmm", ela rapidamente se virou.

"Eh, o que?"

O foco de seu olhar era Honoka.

Depois de examinar de perto Honoka por muuuito tempo, o olhar de Mizuki fez várias viagens ida e volta entre Honoka e Pixie.

"Esse padrão se assemelha... a Honoka-san."

E quando Mizuki girou para fora sua conclusão,

"Eeh !?"

Honoka levantou a voz em horror.

"... O que você quer dizer?"

Kanon era o único que expressou a questão sem corte, mas ela não era o único a pensar isso.

"O Parasita está sob a influência de ondas de pensamento de Honoka-san."

Confrontado com surpresa e dúvida natural, Mizuki respondeu em um tom inequívoco raro de voz.

"Umm, você quer dizer que ele está sob o controle da Mitsui-san?"

"Não, eu não acho que é esse tipo de link."

Mizuki balançou a cabeça para consulta de Isori.

"Não há nenhum elo de ligação entre Honoka-san e o parasita, sinto que o parasita está tomando e duplicando os pensamentos de Honoka-san. Talvez, 'os pensamentos' de Honoka-san estao sendo levados ao parasita é a maneira correta de colocá-lo."

"Eu não estou fazendo isso!"

"Ela não está dizendo que você está fazendo isso deliberadamente, Honoka."

Tatsuya confortou a Honoka em pânico.

"É isso mesmo, Mizuki?"

"Ah, sim. Não é uma coisa consciente, eu acho que é mais perto de receber a impressão de pensamentos passados."

O surto de pânico foi evitado.

No entanto, a questão de dúvida não tinha evaporado completamente.

"Impressões de pensamentos passados ...Em suma, as coisas que Mitsui-san pensa fortemente sobre, estão sendo tomadas e copiados por um parasita casualmente flutuante perto? E depois disso, ele possuiu Pixie? Ou foi um Parasite inserido no Pixie e pensamentos de Mitsui-san foi levado em... ?"

As observações de Mikihiko foram feitos para organizar seus próprios pensamentos; em essência, era um monólogo.

No entanto, um momento depois de seus comentários, Honoka de repente baixou a cabeça de vergonha.

Escondendo o rosto com as duas mãos.

Do pouco que podia ser visto, seu rosto era muito mais vermelho do que o habitual.

Aparentemente, ela tinha alguma idéia de como isso aconteceu.

Antes que alguém pudesse interrogar-la,

[Isso é correto.]

A própria pessoa - não, neste caso, "a própria coisa" deve ser usado - deu a resposta.

[Eu fora despertado pelos pensamentos fortes, distintivo que ela tem sobre ele.]

Os lábios de Pixie fez um movimento que um ser humano poderia seguir quando as palavras se derramaram.

No entanto, essas "palavras" não reverberou em seus ouvidos, mas em suas mentes.

"Uma forma de trabalho de telepatia?"

"Parece que os Psions eram um resíduo psíquico, não um resíduo de magia."

Tatsuya respondeu murmúrio de Azusa e passou a ficar na frente de Pixie.

"É uma comunicação de voz possível?"

[Compreensão de voz é possível. No entanto, a manipulação dos órgãos vocais deste corpo é difícil; por favor use esta transmissão intencional chamada telepatia.]

"Porque eles são órgãos não vocais;. É um mecanismo. Dito isto, parece que você compreende nossas palavras muito bem;? Como você aprendeu a fazer isso"

[O conhecimento foi herdado do hospedeiro anterior.]

"Então você é o mesmo Parasita daquela vez."

[Parasita - algo que vive em um outro ser. Sim, eu sou algo assim.]

"Seu tipo pode alterar os seus anfitriões desta forma. Quantas pessoas você tem sacrificado até agora."

[Sacrifice - há objeções a esse conceito. A questão de quantos é que eu não posso responder. Eu não posso me lembrar disso.]

Ninguém tentou interromper a conversa entre Tatsuya e Pixie.

Todo mundo estava ansiosamente focado neles.

"Você diz que não se lembro de mais coisas?"

[Errado. Quando passamos para um novo hospedeiro, o que pode ser herdada é só o conhecimento que separa com o parasita. Memórias ligados à personalidade são perdidas quando transferimos.]

"Eu vejo, portanto, você não sabe que tipo de pessoa o anfitrião anterior era, e você diz que não se lembra se foi uma pessoa, duas pessoas ou mesmo uma multidão."

[Isso é certo. Seu entendimento é correto.]

"Para além das respostas às minhas perguntas, você pode relacionar as impressões que você teve. Será que até mesmo o seu tipo têm emoções?"

[Mesmo nós desejamos sobreviver.]

"Em suma, você quer dizer que a existência de seus gostos e desgostos é derivado do que você tenha decidido é benéfico ou prejudicial para a sua sobrevivência."

Tatsuya parou temporariamente de falar,

"No entanto, eu não pretendo discutir as origens das emoções agora."

Ele rapidamente voltou a fazer perguntas.

"Como devo chamá-lo?"

[Não temos nomes, então por favor me chamar pelo apelido deste indivíduo, Pixie.]

"Você tirou esse conhecimento do cérebro eletrônico?"

[Isso se tornou possível quando eu adquiri este corpo. Mas sobre o apelido do indivíduo, é porque, até agora, que é o que você esteve me chamando.]

"Bem, então, Pixie. Você é um hostil existência para nós?"

[Eu sou o seu subalterno.]

"Meu? Por quê?"

[Eu quero me tornar sua.]

O parasita alojado dentro Pixie dirigiu um olhar visivelmente apaixonado na direção de Tatsuya.

[Eu fui despertado de meu estado de dormir pelos pensamentos dessa menina - seu nome individual é 'Mitsui Honoka.']

Depois de um grito cortado, um gemido que vazou de uma boca bloqueada chegou aos ouvidos de Tatsuya.

Quando ele rapidamente olhou para trás, viu Miyuki e Erika restringiam a boca de Honoka juntos.

[Nós somos atraídos por pensamentos fortes; esses pensamentos moldam o núcleo do 'self'.]

"Pensamentos fortes? São todos os tipos de pensamentos bem?"

Mknr v10 276.jpg

[No. Só pensamentos altamente puros podem dar à luz a um self de nossa espécie.]

"Por muito puro, que quer dizer pensamentos profundamente enterradas de desejos simples?"

[Isso é correto. Eu acho que o conceito mais próximo em suas palavras humanas é 'oração'.]

De que tipo de 'oração' você despertou? Não foi perguntado por Tatsuya. Ele já tinha essa resposta e porque ele entendia que, fazendo mais perguntas sobre isso não era nada, mas suicida. No entanto, apesar de Tatsuya não pedi, Pixie começou a afirmar apaixonadamente sua própria origem.

[Eu quero dedicar-me a você.]

Atrás de Tatsuya, o gemido não intensificar.

[Eu quero ser útil.]

Havia indícios de uma luta atrás dele.

[Eu quero servi-lo.]

Pode ser uma luta poderosa, as pessoas contendo-a pareciam ter começado a ofegar de forma irregular.

[Eu quero me tornar o seu. Quero dedicar tudo de mim para você. Essa é a oração que me despertou.]

Se a boca não foi bloqueados, Honoka provavelmente estaria gritando.

[Como eu já disse, porque as "memórias" do hospedeiro anterior são apagadas, eu não sei que tipo de pensamento chamou o 'eu' a este mundo. E agora, o núcleo da minha estrutura é o desejo 'de pertencer a você'. Eu já sou um subalterno para você.]

Um baque, o som de três pessoas batendo no chão podia ser ouvido; Honoka tinha provavelmente alcançado seu limite, já não era capaz de ficar em pé, e tinha levado para baixo Miyuki e Erika como ela.

No entanto, Tatsuya, não respondeu a timidez de Honoka.

"Uma história extremamente intrigante."

A consciência de Tatsuya foi ocupada não por "emoção", mas por "conhecimento".

"Se o fato de que sua espécie tem um ego é inesperado, então o fato de que o seu tipo é persistentemente passivo também é inesperado. Essencialmente, você está afirmando que o seu tipo não quis vir a este mundo."

[Originalmente, nós só existia; "desejo" se manifesta de acordo com o host.]

"Isso marcou um ponto. Bem, não haverá outra oportunidade para apurar a responsabilidade... Pixie, você disse que estava tudo bem para você ser comandado por mim."

[Esse é o meu 'desejo'.]

"Assim, pois, ouça o meu comando. A partir de agora, usar a energia psíquica sem a minha permissão é proibida. Esta mudança de expressão é um tipo de psicocinese, certo? Isso também é proibido."

"Como você tem ordenado."

Como prova de suas palavras, Pixie respondeu com uma voz estranha.

O sorriso desapareceu do que o rosto. A estrutura do mecanismo alterado novamente para o antigo rosto sintético.

No entanto, parecia que um sorriso estranho poderia ser visto naquele rosto sintético.


Notas do Tradutor e Referências[edit]


Voltar para Capítulo 9 Retornar para Página Principal Avançar para Capítulo 11