High School DxD: Volume 1 Vida 3

From Baka-Tsuki
Jump to: navigation, search

Vida 3: Eu consegui um Amigo.[edit]

Parte 1[edit]

— Há..... O caminho será longo e difícil para uma carreira excitante e segura.

Estou em minha casa olhando para o teto enquanto reclamo.

Peão....

Esse é a minha função.

Um peão, essa é a função mais baixa.

Assim já tenho que me preparar desde agora....Meu caminho para obter um titulo de nobreza começou e será um longo caminho. O caminho em se converter em um Demônio adequado está cheio de problemas. A proposito, há alguém mais que é o [Bispo] de Buchou. Ela me disse isto no mesmo dia quando me tornei seu sevo.

— Meu [Bispo] ele existe. Mas esse [Bispo] não está aqui. O [Bispo] está em um lugar diferente, seguindo uma ordem diferente, trabalhando para mim. Se tiver alguma oportunidade, te apresentarei ao [Bispo].

Isso foi o que ela disse. Que será essa pessoa? Quero estar pronto quando for conhecer essa pessoa. Espero que ela seja uma garota. Sendo assim fui escolhido como [Peão] já que sobrou. Terei muitas dificuldades para superar.

Quando penso sobre isso, eu estava de acordo com isto?

Fui assassinado por um Anjo caído devido ao dispositivo do equipamento Kamehameha, a Sacred Gear. Ela também usou meus sentimentos de amor. Depois disso, fui convertido em um Demônio.

Fui escolhido por um lindo demônio que me disse que me queria como seu servo e que eu fui enganado que ‚Poderia ter meu próprio harem‛.

Trabalho igual a um condenado todos os dias como servo de Buchou.

Entregando folhetos. E fazendo contratos.

Só que meu poder demoníaco é baixo, assim não posso usar o circulo mágico para se teletransportar pra o lugar do cliente.

Algo como isto nunca aconteceu antes, é o pior Demônio já visto. Este sou eu. Fuu.

Inalei um pouco de ar. Se pensar bem sobre isso, nunca tive uma característica especial incluindo antes de me tornar um Demônio.

Tentei muitas coisas para ser popular com as meninas, mas depois de tudo, não pude ganhar dos rapazes mais populares.

Tão pouco tinha nenhum sonho antes de me tornar um Demônio. Bom, talvez foi uma boa coisa me tornar um Demônio porque tenho um sonho agora.

Espera, Se tornar um Demônio é algo bom?

Bom, se não tivesse sido salvo pela Buchou então, minha vida estaria acabada, Sendo assim, não poderia disfrutar da minha juventude.

Bom, é um pouco... Gratificante, estou rodeado por um monte de lindas garotas e todas são muito amáveis. Bom, para um demônio, isso é.

Rias-Buchou é muito linda, e Akeno também é muito linda, quando não está com raiva... Creio.

Koneko tão pouco é um problema quando está normal.

Kiba me faz sentir nojo, mas ele conversa comigo de forma normal, tipo um descolado... Ele realmente é um bom tipo. Maldito descolado.

Realmente não pode se julgar uma pessoa por sua aparência. Parece que minha imaginação contra o tipo descolado está mudando.

Então me recordo da linda e bela garota loira, A irmã Asia.

Ela era uma garota muito bela. Se fosse pra ter uma noiva... Ela seria minha outra metade. Espera, eu acabei de passar por um duro amor não correspondido.

Maldição, brincando com meus sentimentos... Yuuma, eu realmente te amei.

Merda. Porque minha vida está sempre sendo controlada por alguém?

Talvez seja assim que a vida funciona. Varias coisas misteriosas passam ao me redor, assim eu tenho o pressentimento que fui arrastado para isto. Asia... Irmã huh. Essa pessoa que é o oposto de mim.

Provavelmente nunca voltarei a vê-la.

Essa menina trilha seu próprio caminho. Eu também vou caminhar meu próprio caminho.

Somos só um servo de Demônio e um servo de Deus.

Conhecemo-nos casualmente.

Provavelmente não deveríamos nos ver nunca mais. Pode ser que isso nos leve a um destino trágico.

Olha só, estou pensando em algo legal.

— Aaaah, Sim, Sim, sou só um fraco [Peão]. Não há nada bom ao meu redor, será que posso ter meu título de nobreza...? O que você acha... Mestre Satã? Bom, provavelmente é inútil discutir isso com Satã, de qualquer forma.

Estou rindo amargamente de mim mesmo.

Vou ter uma meta. Isso.

Primeiro de tudo, minha meta será usar o círculo mágico para ser teletransportado.

Esse será meu primeiro passo. Sim, isso. Eu estou entusiasmado!

O tempo de chorar está terminado. Já me tornei um Demônio. Isso não pode ser trocado.

Sendo assim tenho que viver como um Demônio. E eu farei meu sonho se tornar realidade como um Demônio.

Incluindo se não puder, trabalharei duro até conseguir, essa será minha meta de vida.

Sim! O que eu puder fazer! Eu vou fazer!

Parte 2[edit]

Já é tarde da noite, e eu estou em minha bicicleta dirigindo-se para uma casa em particular.

Não é uma mansão ou departamento, só é uma casa ordinária.

Esta é a minha primeira vez, o que devo fazer?

Esse cliente não está vivendo sozinho, será que eu vou ver sua família?

Depois de tudo, eu, na realidade, tenho que visitar a casa para fazer um contrato. Já me disseram que simples humanos não podem me detectar, Será que isso se aplica a esta situação também?

Estou preocupado, mas quando me dou conta, estava a ponto de tocar a campainha.

A porta de entrada está aberta.

... Realmente, deixando a porta aberta no meio da noite.

BATIDAS DE CORAÇÃO.

De repente me sinto inquieto. O que é isso? Tenho um mau pressentimento.

Mas quando me encontro caminhando dentro da casa.

Olhando desde a entrada.

Percebo que não há luzes no recinto. Há uma escada que leva para o segundo piso, mais não há luzes também.

... Sim, há algo definitivamente errado. Não sinto a presença de nenhum humano.

Estão dormindo? Impossível. Se não, não estaria sentindo essa sensação.

Retiro os meus sapatos na entrada e os levo na minha mão.

Estava caminhando na habitação, mas não havia nenhum barulho.

Sou um Demônio, não um ladrão. Estou pensando em uma desculpa.

Olhando dentro da habitação vejo uma porta que está ligeiramente aberta, e brilha devido às velas.

—... Olá. Sou um Demônio da Casa Gremory... Umm, O Cliente está aqui?

Pergunto tranquilamente, porém ninguém responde.

Não posso mais evitar, já que entrei na habitação.

É uma sala de estar e tem uma televisão, um sofá, uma mesa e etc. Parece uma sala de estar ordinária...

Logo que parei pra respirar. Meus olhos foram fixados na parede.

Uma parede. Há um corpo cravado na parede. E para trás.

...Um Humano. É um homem. Que tipo de pessoa vive aqui? Porque isso...?

O cadáver foi cortando viciosamente. Algo que parece com viseiras está saindo das feridas...

—Gough

Vomitei tudo o que havia no meu estomago.

Não vomitei ao ver um monstro, mas meu corpo reagiu ao ver um cadáver.

Eu não posso mais ver o cadáver.

O cadáver esta cravado na parede com um parafuso, fazendo o formato de uma cruz.

Há grandes e grossos parafusos cravados em ambas as palmas da mão, pé e no torso.

Isto não é normal, nada disso é normal!

Não é possível matar uma pessoa assim com a mente normal!

Há uma poça de sangue no piso feito pelas gotas que estão caindo do cadáver.

Há uma escrita na parede.

O que é isso...?

— Esta escrito ‚ "Castigo aqueles que fizeram, mas ações!" Só peguei emprestada a oração de uma pessoa importante. De repente a voz de um jovem homem vem atrás de mim.

Quando me viro, um homem de cabelo branco. Parece ser um estrangeiro e ter a idade de um adolescente.

Está vestido como um sacerdote. É também um lindo rapaz. Seu verme, que sacerdote tem um sorriso maligno assim.

—Hmmm! Bom, bom, olha só se não é o pequeno Demônio!

Ele parece estar realmente feliz.

Então, algo que a Buchou me disse veio à mente.

— Não se envolva com pessoas da igreja. Especialmente os Exorcistas. Eles são nossos maiores inimigos. Eles pode nos eliminar facilmente porque seu poder está apoiado às crenças de Deus.

Um padre, se eu me relacionar à igreja. Isto é mal...

Ele já sabe que eu sou um Demônio, Eu estou em uma situação ruim, outra vez?

— Sou um sacerdote♪ Eu sou a cura♪ Eu corto pessoas que se parecem com demônio, e eu dou risada sobre isso♪Eu corto a cabeça dos que se parece com Demônios, e recebo comida em troca♪.

O padre começou a cantar.

Não entendo. O que está acontecendo?

— Me chamo Freed Zelzan. Pertenço a certa organização de Exorcistas. Ah não é porque eu me apresentei que signifique que aceitei sua presença. Não quero recordar nem do seu nome na minha memoria, então, por favor, sendo assim. Está bem, porque você vai morrer aqui. Assegure-me disso.

Pode ser que não duele de principio, mas você logo se sentira tão bem que vai chorar. Agora, vamos abrir uma nova porta- Ze!

Nunca tinha visto nada como isso antes, nada do que ele fala faz sentindo.

Assim que é um Exorcista. Estou com problemas agora.

Mas tinha algo que eu precisava saber. Engoli minha saliva e perguntei.

— Hey, foi você? Que matou essas pessoas?

— Sim, Sim. Eu que matei. Porque, eram criminosos habituais que invocam Demônios, assim tive que mata-los.

— Que tipo de justificativa é essa?!

—Huh? Está surpreso? Você não vai escapar? Isso é raro? Realmente raro. Me refiro a humanos que fazem pacto com Demônios são lixo. Somente lixo. Não posso entender isso? Não? É assim? Bom, você só é um lixo de Demônio também.

Este cara está louco! E como ele pode conversar normalmente assim!

Não sei nem o que dizer!

— Como é que você pode matar outro humano?! Supondo que você deveria matar só Demônios?

—Haaaaa? Que merda é esta? Um simples Demônio como você está me dando sermão? Hahahaha. Poupe-me disso. Você provavelmente poderia ganhar um premio por ser tão carinhoso. Está bem. Então, me escute cuidadosamente, você é um Demônio de merda. Os Demônios também usam os humanos pra sobreviver. Apoiando a um Demônio pobre que nem você, eles não eram mais humanos. Esse é o fim. Por isso os matei. Ganho minha vida matando Demônios e aqueles que têm contrato com Demônios. Esse é meu trabalho.

I— Tenho certeza que Demônios não iriam tão longe!

—Haa? Do que está falando? Que os Demônios são um lixo. Sabia que você é uma existência de merda? Sabia que isto é comum? Não sabia? É serio, deveria recomeçar sua vida desde um bebê. Espera, é inútil dizer isto a um Demônio reencarnado como você. Pois bem. Tenho que te matar!

Hahahaha. É assustador, não? É o melhor, não?

O padre sacou sua espada e uma pistola.

BOOOM.

Um som vibra no ar.

Sua espada que ele tinha sacado se transformou em algo como um sabre de luz.

O que é isso? Esse sabre se parece com a luz de um Gundam.

— De alguma maneira você me irrita, sendo assim posso te cortar? Isso é bom? Está bem. Agora vou apunhalar seu coração com esse sabre de luz, e vou estourar sua cabeça com minha pistola legal! Cara, realmente vou me apaixonar por você!

Rápido!

O sacerdote veio correndo em minha direção!



Voltar para Vida.2 Agora sou um Demônio. Retornar para Página Principal Avançar para Vida.4 Eu vou salvar minha Amiga!