Mahouka Koukou no Rettousei:Volume 2 Capítulo 10

From Baka-Tsuki
Jump to: navigation, search


O dia do fórum rapidamente chegou.


— Metade da escola foi congregada no auditório.

— É surpreendente como muitos estudantes se reuniram hoje.

— Eu acho que inesperado seria a melhor maneira de descrever isso.

— Há uma grande quantidade de estudantes ociosos em torno do campus... Parece que devemos pedir a escola por um currículo mais rigoroso.

— Pare com essas piadas sem graça, Ichihara...


A ordem do discurso foi Miyuki, Tatsuya, Suzune, então Mari.

Eles estavam olhando para o interior do auditório das asas do palco.

Hattori e outros dois estavam perto de Mayumi.

Na ala oposta, havia quatro alunos do terceiro ano, sob o olhar atento do Comitê de moral pública.

Não havia nenhum sinal de Sayaka.

— Então, os membros do núcleo de suas forças móveis estão em outro lugar...?

Mari murmurou como se falasse para si mesma.

No entanto, isso era apenas "como se", e ela, obviamente, não estava falando para si mesma.


— Eu concordo.


Aliás, Tatsuya estava pensando a mesma coisa, então a sua resposta foi feita com esse entendimento.

Ele fez um exame superficial do terreno.


A relação entre alunos do Curso 1 e 2 era sobre 50-50. Ignorando o sarcasmo de Suzune por um momento, havia um número surpreendentemente grande de estudantes, seja do Curso 1 ou 2, que estavam profundamente preocupados com esta questão.

Entre eles, cerca de dez estudantes que eram membros da Aliança puderam ser identificados.

Nenhum deles parecia ser os que invadiram a Sala de Anúncios.

— Mesmo que nós não tenhamos nenhuma ideia do que eles estão planejando... Não é como se nós pudéssemos realmente fazer uma jogada sobre eles.

Isso era óbvio, mesmo sem dizê-lo em voz alta.

Normalmente, eles foram os únicos que fizeram o primeiro movimento, enquanto nós só poderia reagir depois de discernir seus objetivos.

— Só focar na defesa pode soar descontraído...

— Chefe Watanabe, por favor, não presuma que isso vai acabar com a violência... Está começando.

Indignada, Mari parecia que ela estava prestes a responder, mas ela dirigiu seu olhar para o palco com as palavras de Suzune.


Já que era uma discussão de estilo fórum, era natural que eles começassem com a causa do fórum.


— Presidente, eu tenho uma pergunta a respeito da dotação orçamental desta temporada para as atividades do clube. De acordo com nossos dados, os clubes que se dedicam a competições de magia e têm um percentual maior de alunos do Curso 1, recebem significativamente maiores orçamentos do que clubes dirigidos para competições não-mágicas que têm uma maior percentagem de alunos do Curso 2. esta é uma evidência de que os alunos do Curso 1 recebem o favoritismo flagrante em atividades extracurriculares, bem como aulas! Se a presidente realmente deseja a igualdade entre alunos do Curso 1 e 2, espero que ela possa resolver esse desequilíbrio.


— A dotação orçamental para as atividades do clube é baseada no número de sócios registrados, bem como as realizações do grupo, que é decidida em uma reunião entre todos os líderes dos clubes. As verbas generosas para os clubes envolvidos em competições de magia refletem seus resultados positivos em competições intramurais. tenho certeza que todos aqui também estão cientes de que os clubes envolvidos em competições não-mágicas que competiram com distinção a nível nacional, como legball e outros clubes, receberam atribuições semelhantes. a ideia de que os clubes com mais estudantes do Curso 1 são favorecidos é um simples mal-entendido.


Diante das questões levantadas pela Alliance, Mayumi representou a refutação do Conselho Estudantil, e as coisas evoluíram dessa forma.


Dito isto, a Aliança não fez quaisquer reivindicações concretas. O único item com que insistiram foi a alocação de "igual" do orçamento, mas não fez nenhum movimento para propor quaisquer clubes específicos que necessitam de verbas adicionais.


Originalmente, o seu objetivo era o de incitar e persuadir Tatsuya em juntar-se a eles.


— Em todos os níveis, alunos do Curso 2 são tratados pior do que alunos do curso 1. O Conselho de Estudantes tentou esconder isso!


— Embora esta crítica seja frequentemente apontada para este escritório, realisticamente falando, você tem algum exemplo para apoiar isso? Como mencionei anteriormente, a utilização de instalações e alocação de materiais foram distribuídos igualmente ao longo das classes A a H.

Mesmo que o slogan de um lado era para chicotear a multidão em um frenesi, no palco suas palavras não eram nada mais do que teorias infundadas. Quando confrontados com marcador de carga da Mayumi de que seu argumento não era nada mais do que palavras vazias e os dados não verificados, este slogan infundado rapidamente afundou.


O fórum rapidamente se dissolveu em uma plataforma para Mayumi para entregar seu discurso.


— ... Eu não posso negar que a ideia de um tratamento diferenciado ao qual a Aliança se refere existe entre os nossos alunos. No entanto, isso é apenas a solidificação de um sentimento de superioridade e inferioridade. Isto é fundamentalmente diferente da situação em que os privilegiados, temendo a perda de seus direitos especiais, ajam em defesa de tais direitos, instituindo a segregação sistêmica. Os termos flores e ervas daninhas são proibidas pela escola, pelo conselho estudantil, e pelo Comitê de moral pública, mas, infelizmente, muitos estudantes continuam a usá-los diariamente. No entanto, o problema não reside apenas com os alunos do Curso 1, que se autodenominam Flores e depreciativamente rotulagem alunos do Curso 2 como ervas daninhas. O problema também é agravado quando alunos do Curso 2 referem a si mesmos como ervas daninhas, dando continuidade ao ciclo vicioso de auto depreciação e resignando-se à ideia de que isso é inevitável. Esta cultura lamentável realmente existe aqui.


Com isso, vários sons de assobios surgiram, mas ninguém poderia verdadeiramente repudiar essas palavras.


Com um encantador sorriso diabólico Mayumi silenciou os assobios antes de adotar uma expressão mais séria quando ela sinceramente defendeu sua posição. Diante dela, a resistência da Aliança rapidamente se desintegrou.


— Esta parede de consciência é o verdadeiro problema. Embora a diferença entre alunos do Curso 1 e alunos do curso 2 esteja escrita no sistema escolar, isso só reflete a falta de educadores em nível nacional, e, portanto, foi uma solução temporária, com este pano de fundo em mente. Todos devem receber uma educação irregular, ou deveria metade dos estudantes recebem uma educação integral? Esta escola adotou o último método. É verdade que existe uma diferença de tratamento aqui. Isso é algo que não pode ser evitado, não importa o que fizermos. Esta é também uma decisão obrigatória forçada para os alunos se eles optam por estudar aqui. Mas além disso, não há diferença no sistema. Isso pode vir como um choque para algumas pessoas, mas alunos do Curso 1 e do 2 desfrutam o mesmo currículo. Embora haja uma diferença no ritmo, palestras e exercícios práticos são inteiramente o mesmo.

Não era apenas Tatsuya, mas mesmo Miyuki estava completamente surpresa com essa revelação.

Tatsuya deixou involuntariamente sair um "Eh...", enquanto Miyuki silenciosamente ofereceu-lhe uma concordância.

Vendo isso, a boca de Suzune contorceu em um sorriso.

— Para as atividades extracurriculares, tanto o Grupo de Gestão dos Clubes quanto o Conselho de Estudantes se esforçam para atribuir igualmente os direitos e acesso às instalações. Não se pode negar que há uma ênfase maior colocada em clubes com maior adesão. No entanto, quando se leva em consideração que todos devem ter a mesma oportunidade, não podemos ignorar o fato de que nem todos os clubes estão em pé de igualdade. Isto é o que nós pensamos. Isto definitivamente não é o caso em atividades extracurriculares relacionadas com competições de magia receberem maior prioridade. Agora mesmo, os membros da Aliança destacaram que os clubes da competição de magia recebem uma fatia considerável do orçamento. O resultado é exatamente esse, a não ser que esta atribuição seja em conta dos sucessos acumulados por essas atividades, como todo mundo viu no visor. Para além do problema com os professores, a razão por trás da separação de alunos do Curso 1 e 2 pode ser claramente explicada. Acho que todo mundo pode entender qualquer situação com uma fundação firmemente enraizada na lógica. Embora existam outras razões, como todos sabemos, eles são todos causados pelo muro de consciência que surgiu entre alunos do Curso 1 e 2 após a separação.


O assobio começou novamente.


Desta vez, ele veio em duas variedades. No assobio dos adeptos da Alliance, uma perceptível "membros da Aliança, calem a boca" aura foi brotando perto do lugar onde alunos do Curso 2 estavam de pé, um sinal claro de que a maré estava virando.


— Como Presidente do Conselho Estudantil desta escola, eu estou completamente insatisfeita com essa situação. Para este muro que, por vezes, incita os nossos alunos para o conflito, eu gostaria de encontrar uma maneira de dissipa-lo. No entanto, isso não implica que a única solução está na mudança do sistema atual. Mesmo se alunos do Curso 2 recebessem tratamento diferenciado, aplicando-se as mesmas condições de alunos do Curso 1 não resolveria nada. Não importa se você é um aluno do curso 1 ou 2, você ainda é um estudante desta escola. Para os alunos deste campus, os três anos que passados aqui são absolutamente insubstituível para eles.


Aplausos saudaram estas palavras. Não havia pessoas suficientes para usar o termo "chuva de aplausos" para descrever a recepção, mas, mesmo assim, não era como se os aplausos não se espalharam. Entre os alunos aplaudindo, não havia distinção entre Curso 1 e 2 alunos.


Assim que os aplausos desapareceram, a tranquilidade voltou ao auditório. Independentemente se fossem alunos do Curso 1 ou 2, se eles aplaudiram ou não, todos sem fôlego aguardando as próximas palavras de Mayumi como ela parecia uma torre acima deles naquele pódio.


O representante da Alliance que subiu ao palco com Mayumi ficou com um olhar preenchido com mal-estar e inveja.


— Para eliminar a diferença no sistema, mas sem causar essa diferença para reverter a direção, eu acho que todos podemos aceitar os dois pontos acima. Esta é uma excelente oportunidade e eu gostaria que todos ouçam o que eu espero alcançar.

Para dizer a verdade, o tratamento diferenciado entre alunos do Curso 1 e 2 também permanece no Conselho Estudantil. Refiro-me à nomeação de outros membros do conselho estudantil além do Presidente do Conselho estudantil. Sob o sistema atual, além do Presidente, apenas os alunos do curso um podem participar do conselho estudantil.

Esta decisão só pode ser alterada durante a eleição anual do Presidente do Conselho estudantil, quando a Assembleia do corpo estudantil ocorre. Eu vou abolir esta decisão quando ceder formalmente o cargo de Presidente durante a reunião. Este é o último serviço que posso prestar como a presidente.


Era como se todo o público soltasse um suspiro. Os alunos esqueceram completamente de sibilar e estavam ocupados sussurrando uns aos outros. Mayumi silenciosamente esperou a conversa findar por conta própria.


— ... Apenas metade do meu mandato acabou. Mesmo se eu quisesse fazer desta uma promessa oficial, nossos corações e mentes não podem ser reunidos com força, ou talvez seja mais apropriado dizer que a força externa não tem nenhum negócio em alterá-los em primeiro lugar... Assim, a única coisa que eu desejo fazer é tentar melhorar a situação, mesmo que só um pouco.


O auditório explodiu em aplausos.


Em algum nível, a atmosfera se aproximou da recepção que apenas ídolos poderiam induzir. Independentemente de eles serem alunos do Curso 1 ou 2, eles estavam claramente apoiando Mayumi, e não a Aliança.


O que Mayumi falou se elevava acima do preconceito.


As atividades da Aliança realmente se moviam na direção de abolir a desigualdade no campus. No entanto, esta reforma progrediu de uma forma muito diferente de suas expectativas.


Revolucionários, em geral, não estão satisfeitos com apenas alcançar seus objetivos.


Eles insistem em obter o desejo do seu coração por suas próprias mãos.


Esta conclusão, em vez de apenas ser insatisfatória para os membros da Aliança, seria mais problemática para aqueles que manipularam a situação das sombras.


-Além disso, os únicos a incitar o grupo de Sayaka dos bastidores nunca planejaram parar por aqui.


◊ ◊ ◊


De repente, uma explosão alta sacudiu as janelas do auditório, retirando os alunos que aplaudiam de seu devaneio.


Os membros mobilizados do Comitê de moral pública entraram em ação.


Normalmente, eles nunca esperavam a sua formação para realmente dar frutos. Sob as ordens de sua Chefa, eles rapidamente apreenderam os membros da Aliança, que foram marcados antes do tempo.


A janela quebrou assim como um objeto em forma de fuso veio arremessado para dentro.


Assim que a granada caiu no chão, começou a vomitar fumaça branca. Antes de a fumaça branca poder totalmente se espalhar, a granada foi rapidamente rebobinada como se alguém apertasse o botão de rebobinar em um leitor de vídeo cassete, e desapareceu rapidamente de volta para fora da janela.


Tatsuya soltou um olhar apreciativo, enquanto Hattori sacudiu a cabeça em desagrado.


Vendo isso, Mayumi começou a rir para um lado.


Mari apontou um braço em direção à entrada.


Vários invasores usando máscaras de gás invadiram, mas devido à sua diferença de nível, eles foram rapidamente subjugados.


O ataque surpresa antecipado foi debelado de acordo com o plano, embora ninguém esperasse que eles fossem usar algo tão acima da linha como explosivos e armas químicas.


Assim, a situação ficou completamente sob controle sem jogar o auditório em pânico.


— Eu vou dar uma olhada no Prédio de Prática de Capacitação.


— Onii-sama, eu vou com você!


— Tenha cuidado!


Depois que Mari terminou de falar, os irmãos se dirigiram para a área onde o som da explosão foi originado.


◊ ◊ ◊



Devido à necessidade de supervisão constante de magia, escolas de magia geralmente tinham Magos na equipe como professores em todos os momentos.


A Primeira Escola Secundarista, sendo a autoridade nas escolas de magia, ostentava um corpo docente composto de Magos de primeira classe.


A escola sozinha tinha forças para repelir o poder militar de uma nação pequena.


É claro que, mesmo que houvesse um entendimento consciente de que existia possíveis atacantes, isto ainda estava além de suas expectativas.


A completa falta de perigo foi a causa real por trás do relaxamento da guarda.


O lugar para vir sob o ataque de invasores era O Prédio de Prática e Capacitação, como pode ser visto a partir de suas paredes enegrecidas e janelas rachadas. Tatsuya também podia ouvir mais explosões, como o som de pequenos explosivos a compensar. De frente para o líquido inflamável que ainda estava ardendo como se agarrava teimosamente às paredes, dois professores foram envolvidos em atividades de combate a incêndios.


— O que diabos está acontecendo?


O rapaz rondando, responsável por proteger os professores, gritou quando ele avistou Tatsuya.


Os dedos de Miyuki começaram a dançar em uma maneira bonita.


Ela sozinha operou o CAD em forma de um terminal portátil.


Instantaneamente, as Informações Psion Aide espalharam-se, concluindo o projeto, e ativando.


O flash era a luz mágica que só poderia ser visto por "Magos” como Magos e Engenheiros de magia.


Os três homens que cercavam Leo foram imediatamente jogados longe. Os três estavam usando uniformes de técnicos elétricos e, obviamente, não eram alunos, nem funcionários.


Era como se tivessem pisado em uma mina, mas Leo, que estava no centro de tudo foi deixado incólume.


Este tipo de seletividade era uma das maiores vantagens da magia.


— Os terroristas invadiram o campus.


Enquanto Miyuki conversava com os professores sobre a situação, Tatsuya rapidamente foi direto ao assunto e afirmou os detalhes pertinentes para Leo.


— Isso é muito, muito sério, hein.


Leo consentiu com a situação desse jeito - o seu acordo era porque ele entendia que essa era uma oportunidade de juntar-se à subjugação.


Neste momento, o assunto mais importante era a presença de inimigos que tivessem que ser eliminados.


— Leo, seu Houki! ... Ou melhor, reforços chegaram, eu acho.


Naquele momento, Erika apareceu do outro lado, a partir da direção do escritório.


Reconhecendo as formas de Tatsuya e co, ela parou de se apressar.


— Não se preocupe. Você chegou aqui com tempo de sobra.


— Há muito que se preocupar. Como não ser morto ou morrer.


— Que diabos!... Não, agora não é o momento para isso. Me dê meu CAD. Merda, não basta jogá-lo!


CAD é um tipo de equipamento de precisão, mas manteria a sua utilidade, mesmo no meio de situações complexas como essas.


Não haveria nenhum problema, mesmo se cair sobre uma superfície macia, como quadras de tênis. Erika jogou o CAD com isso em mente, então ela naturalmente ignorou a objeção de Leo. -Mesmo se houve algum tipo de dano, era provável que Erika ignoraria isso também.


— Será que Tatsuya fez isso? Ou foi Miyuki?


Erika falou sucintamente como seu olhar impiedoso varreu os invasores gemendo que estavam rastejando para longe lentamente.


— Foi Miyuki. Eu não poderia ter aplicado isso muito bem.


— Foi eu. Não há necessidade de Onii-sama preocupar-se com esses peixes pequenos.


Tatsuya e Miyuki ao lado dele falaram ao mesmo tempo.


— OK, OK, que relação de irmãos de dar inveja... Está realmente tudo bem enviar esses caras voando sem um tanto de um aviso?


— Não há necessidade de se segurar se eles não são estudantes.


Tatsuya calmamente respondeu com um comentário que sutilmente mudou o rumo da conversa. Ouvindo isso, Erika riu.


— Ah, e eu pensei que o ensino médio seria um lugar chato.


— Assustador. Então é desse jeito que uma mulher sedenta de sangue se parece.


— Cale a boca.


Erika levantou a mão direita no meio do caminho, mas conscientemente afastou de esfaquear a frente com o bastão da polícia especial.


— Falando nisso, o que vocês dois estavam fazendo no Prédio de Prática de Capacitação a esta hora?


A menos que eles estavam hospedados depois da escola para a prática adicional, os alunos geralmente não voltariam ao Prédio de Prática de Capacitação depois da aula.


Esta não foi uma retaliação provocativa, mas uma pergunta inocente em seu lugar.


— Eh? Não, isso, bem, como faço para colocar isso?


— Eh, uh, bem, isso, o que era isso de novo?


Dito isto, para os dois vacilarem tão mal desse jeito foi bastante o turno inesperado.


— ... O que vocês dois estavam fazendo juntos?


Uma questão séria.


No entanto, ninguém conhecia Tatsuya tão bem como Miyuki. Assim que Miyuki viu expressão séria de seu irmão mais velho, que cuidadosamente mascarava um sorriso mal, ela rapidamente percebeu isso.


— Nós dois, sozinhos?"


A voz de Erika não conseguia esconder seu espanto.


— Isso é um mal-entendido!


Não seria um exagero descrever a resposta de Leo como um rugido.


— Eu só vim para mais prática em habilidades práticas! Esta mulher veio depois!


— Quando vim para a prática, este homem descarado já estava aqui.


— O que quer dizer com descarado!


— Ah, eu entendo. Eu peguei isso. Eu não vou tomar isso da maneira errada.


Neste momento, não havia mais nenhum lucro neste assunto, mas Tatsuya estava completamente satisfeito com as reações desencadeadas a partir dos dois.


Tatsuya rapidamente reduziu esse pensamento.


— Você já encontrou quaisquer outros invasores?


— Os professores estão guardando o outro lado. Não é à toa que eles são professores, visto que todos os invasores já foram presos.


Tatsuya solenemente assistiu Erika como ele disse isso. Erika fingiu como se a interrupção anterior não tivesse ocorrido, ela respondeu de volta em um tom pesado, que não era nem solene nem brincando.


Leo foi capaz de trocar as marchas muito rapidamente também.


— Eu sei que vindo de mim é um pouco esboçado, mas esses caras eram apenas Magos de terceira categoria na melhor das hipóteses. Eu apenas nunca tinha treinado magias em 3 contra 1.


Leo tentou minimizar o que aconteceu, mas lidar com três adversários ao mesmo tempo não era tarefa fácil.


A competência dos amigos de Tatsuya havia superado suas expectativas originais.



— Erika, teve quaisquer problemas perto dos prédios de escritórios?


Na pergunta de Miyuki, Erika assentiu.


— Eles pareciam que estavam preparados há muito tempo. Até o momento que eu cheguei lá, os professores já haviam dominado os atacantes. Provavelmente porque todo o equipamento caro está ali.


A maioria dos objetos de valor era mantida nos escritórios para a custódia, por isso era bastante óbvio para ver por que seria um alvo tentador.


Dito isto, apenas o Prédio de Prática de Capacitação continha CADs desatualizados.


Se nada de significativo devesse ser salientado para o bem da argumentação, seria que o, à prova de terremoto, e construção resistente ao choque, resistente ao calor só foi ligeiramente escurecida após tomar ataques diretos de granadas. Mesmo que o prédio foi danificado, ele só poderia resultar em atrasar aulas por cerca de um mês.


Em outras palavras, a fim de sabotar completamente a escola e evitar que as instalações de operar, o curso lógico de ação seria desativar o equipamento vital que eram difíceis de substituir em um curto espaço de tempo, bem como as amostras e dados de pesquisa ...


— ... Os laboratórios e a biblioteca!


— Então, o ataque aqui é uma diversão? Mas a escala é muito maior do que imaginávamos. Menos que as reuniões secretas para organizar os protestos durante o fórum era em si o desvio.


Em relação às perguntas de Miyuki, Tatsuya balançou a cabeça.

— Não, eu acho que eles são todos reais. Alguém pode estar usando a Aliança para seus próprios fins.


Que lamentável, Tatsuya pensou, mas ele manteve isso para si mesmo. Se eles fossem acusados de não ser dada qualquer chance de se defender, provavelmente seria gravemente insultante para os que realmente queriam mudar o sistema para melhor.


— Vamos deixar isso por ora. Então, o que devemos fazer agora?


Havia 3 escolhas.


Sua primeira opção seria a de dividir suas forças.


Alternativamente, eles poderiam todos ir para o Edifício de Ciências.


Ou, ir para a biblioteca.


— O alvo deles é a biblioteca.



Essa inteligência recém-adquirida decidiu sua estratégia.


— Ono-sensei?


Ela estava usando um par de botas de salto baixo com um longo par de jeans, com uma blusa brilhante dobrado dentro de sua jaqueta.


O guarda-roupa de hoje, um traje que enfatizava a mobilidade, era bem diferente da que ela usou vários dias antes.


O brilho denotado que o tecido foi, provavelmente, uma fibra reforçada com balas e anti-lâmina qualidades.


Sua expressão era tensa e nervosa, dando um ar como se ela não fosse totalmente ela mesma.



— A principal força do inimigo já penetrou na biblioteca. Mibu-san também está lá.


Três olhares se voltaram para Tatsuya.


No entanto, os olhos de Tatsuya estavam fixados em Haruka.



Menos de um segundo se passou antes que ele falasse.


— Eu vou explicar tudo depois de tudo isso acabar, isso é aceitável?


— Rejeitado. Apesar de eu dizer isso, já que eu sei que você vai lá de qualquer maneira, posso te pedir um favor em vez disso?



— O que é?



Embora Haruka tivesse uma expressão hesitante, ela não estava tropeçando em suas palavras, nem fez qualquer outra coisa que perdesse tempo valioso.


— Eu gostaria de fazer um pedido como Conselheira Ono Haruka. Dê a Mibu-san uma chance. Desde que o ano passado começou, ela foi

sobrecarregada pela dissonância que vem de seu status como uma atleta de kendo valorizado em relação ao valor atribuído ao Curso 2 alunos. Mesmo que ela pediu para me ver várias vezes ... Eu era incapaz de oferecer-lhe conforto. no final, que criou a oportunidade para esses caras para chegar até ela.


— Não estrague ela.


O pedido de Haruka provavelmente veio de seu senso de dever profissional.


No entanto, Tatsuya impiedosamente rejeitou este pedido.


— Vamos, Miyuki.


— Sim.



— Espere, Tatsuya.


Em seguida, em direção a seus amigos que não tiveram a coragem de recusa-la, Tatsuya ofereceu este aviso honesto.


— Ser excessivamente sentimental só vai trazer prejuízos para si mesmo.


O tempo era a essencial, então ele não poderia elaborar.


Tatsuya entregou este aviso sinistro, enquanto caminhava à frente, de costas para seus amigos.




◊ ◊ ◊



Na frente da biblioteca, pequenos grupos de pessoas ainda estavam lutando.


Ao lado CADs, os agressores também realizou punhais e outras armas projétil. Embora tenha havido um pequeno grupo de estudantes misturados, a maioria era do lado de fora - em outras palavras, invasores.



Os alunos 3 º Ano que ancoravam a linha defensiva não tinha CADs, mas possuía uma vantagem esmagadora em poder mágico.


Mesmo sem CADs, eles ainda poderiam usar armas mágicas e portáteis para negar o inimigo. Com este nível de habilidade, não admira que eles eram as aves jovens que visavam a tornar-se magos. (Pode ser mais apropriado chamá-los tigres jovens do que as aves.)


Vendo isso, Leo foi o primeiro a carregar.


— Panzer!


Com um rugido, ele mergulhou no corpo a corpo.


Havia uma razão por trás desse rugido.


— Eu acho que é preciso um espécime raro para diferenciar entre os sons...


— Onii-sama, ainda pouco, o projeto mágico e propagação dele ocorreram ao mesmo tempo?


— Hm, eles espalham-se gradualmente em sucessão. Essa é uma técnica que era popular há 10 anos.


— Esse cara, até a sua magia é da velha escola...


Erika rosnou furtivamente, fingindo ser ignorante do fato de que sua Gravação de Magia também era um tipo de magia prevalente no passado. Felizmente, Leo não pegou estas palavras, enquanto ele estava trancado em combate.


Usando um robusto, CAD em forma de bracelete usado em seu antebraço, ele bloqueou o pessoal que entrou e retaliou com seu próprio ataque.


Originalmente, um CAD tipo defensivo não teria nenhuma necessidade de expor quaisquer partes móveis ou sensores do lado de fora, portanto, por isso o sistema de reconhecimento de voz.



Dito isto...


— Considerando como ele usa isso, é um milagre que ainda está em um pedaço!


— O próprio CAD deve ter sido reforçado com Magia de Fortificação. Magia de Fortificação estabiliza as coordenadas relativas de moléculas dentro de uma área estreita. Não importa quão poderosa a força, contanto que as coordenadas relativas estejam certas e a casca exterior não esteja quebrada, não há nenhuma chance de quebrar o CAD.


— Algo que pode manter juntos, não importa como você é violento. Esse tipo de magia lhe convém perfeitamente.



Ignorando completamente Erika e companhia de pé ao lado, bem como os seus comentários ou insultos, Leo de forma imprudente partiu para a batalha, como se ele estivesse desabafando toda a sua frustração.


Suas mãos, envoltas em um par de luvas pretas, quebrava pedra, cascalho, gelo e da mesma forma, enquanto as aduelas forjadas de metal e resina à base de carbono amassavam-se ante ele.


Ocasionalmente, o contato com um bastão de choque oculto emitiria uma pequena chuva de faíscas.



Facas que não poderiam ser evitados e dardos disparados de mecanismos de mola ardilosamente usadas nas mangas tudo ricocheteava no uniforme branco e verde da escola de Leo.


— Então ele está endurecendo cada centímetro de roupa dele. É como se ele estivesse caminhando em torno de uma armadura completa.



Isso não era um exagero para a magia em que um se destaca.


A magia de fortificação de Leo executava simultaneamente a sequência de ativação, bem como o design e invocação das etapas da sequência de Magia e espalhavam-se em sucessão, mantendo um constante estado de renovação mágica.



Mesmo com armas, era extremamente improvável que estes terroristas invasores, que estavam apenas um degrau acima de amadores completos em termos de habilidade, teriam alguma maneira de penetrar essa armadura.


Para cima de tudo isso, aqueles punhos que normalmente seriam restringidos pelos limites do corpo humano foram mais uma vez reforçados por Magias de movimento e velocidade e, a criação de uma força verdadeiramente aterradora de pura destruição.


Ele seria facilmente aceito como uma força de combate eficaz, mesmo na linha de frente das forças armadas, se fosse para este tipo de combate próximo onde o uso de armas de fogo era restrito.


— Leo, nós vamos em frente!


— Entendido!


Tatsuya deixou este local nas mãos de Leo.



◊ ◊ ◊




Silêncio cumprimentou-os no interior da biblioteca.


Se Haruka estava correta, isso não foi porque os atacantes foram repelidos, mas porque os defensores foram subjugados.

Além dos empregados regulares, havia também o pessoal de segurança afixados na biblioteca, mas eles provavelmente tinha sido eliminado por agora.

Com base nisso sozinho, o nível de habilidade da força principal deve ter sido substancialmente maior.

Tatsuya escondeu temporariamente se no vestíbulo, estendeu a mão com a sua faixa de busca e verificação de sinais vitais.

Não houve indicações de quaisquer sinais de vida.

Magia moderna é capaz de interferir com os fenômenos naturais e seus sinais de acompanhamento, que inclui a existência dos fenômenos e os eidos.


Todos os usuários de magia moderna poderia acessar a dimensão de informação - o meio de informação do universo, a plataforma que ligava todos os eidos, como definido no conceito filosófico grego de "informação" -, a fim de identificar outros eidos.


Dito isto, muito poucas pessoas poderiam identificar claramente e diferenciá-los.


O que radicalmente separava Tatsuya de usuários de magia comuns era a sua incrível aptidão na capacidade sensorial, a ponto de que ele poderia identificar cada eido englobado na dimensão da informação.


— Há quatro na Sala de Navegação Especial no segundo andar, dois no pé da escada, e dois no topo ...


— Legal. Com Tatsuya-kun aqui, todas as emboscadas se tornam sem sentido. No combate ao vivo, esta é definitivamente uma vantagem incrível.


— O que eles estão fazendo na Sala de Navegação Especial?


— Isso é muito tranquila para o propósito de destruição deles. Eles provavelmente estão tentando roubar o material de pesquisa classificadas realizadas pelas universidades de magia. Se eles estão na Sala de Navegação Especial, eles podem acessar facilmente os materiais inéditos que são inacessíveis em áreas comuns.


Ao ouvir a explicação de Tatsuya à pergunta de Miyuki, a expressão de Erika voltou triste.


— Erika, sua expressão parece dizer que isso não é o que você estava esperando.


Ao ouvir a pergunta de Miyuki, Erika deu de ombros de forma exagerada.


— Isso é porque ~, esta é uma revolta do ensino médio, uma verdadeira revolução da juventude. Mas agora você está me dizendo que a verdade sobre o assunto é algo tão chato como o roubo de dados de pesquisa ... não destrua meu sonho lindo com uma verdade tão desagradável! Isso é como me sinto. O que você acha?


— Não me pergunte. De qualquer maneira, o seu sonho foi tendencioso em primeiro lugar.


— Você não acabou de me responder?


Ugh, Tatsuya não podia negar isso. Miyuki apressadamente interrompeu.


— Vamos lá, vamos nos apressar para a Sala de Navegação Especial. Eu vou lidar com a emboscada.



— Não, deixe essa missão comigo ~.


Erika cantou que ela iria lidar com a situação, então saiu para fora da cobertura, antes que alguém pudesse responder.


Silenciosamente, ela deslizou para o pé da escada.


O cassetete retrátil com um CAD incorporado já estava totalmente estendido.


Os homens acabaram sendo emboscados.


O segundo em que o bastão policial atingiu o inimigo, Erika já havia passado deles.


Ela derrubou dois adversários instantaneamente.


Em total contraste com a abordagem brutal de Leo para o combate, ela tinha sutileza na batalha.


O som de seus aliados batendo no chão, finalmente, alertou os guardas no topo das escadas que ele estavam sob ataque.



Um deles veio diretamente para baixo, enquanto o outro começou uma sequência de ativação.


No entanto, assim como os Psions começaram a piscar, a sequência de ativação foi abalada.


O Mago ficou de boca aberta como a sua magia negada.


A rigidez de seu corpo era muito natural, e depois de um segundo de assistir, ele perdeu o equilíbrio e caiu da escada.


— Ah...


— Não se preocupe.


Ouvindo a voz bonita de sua irmã, Tatsuya respondeu como ele voltou o CAD em forma de pistola ao seu lugar.



Humanóides costumam fazer pequenos ajustes ao seu centro de equilíbrio, a fim de ficar de pé.


Tudo estava dentro da razão até este ponto. Miyuki provavelmente foi pega de surpresa pela pessoa rolando escada abaixo.


Bem, parecia que sua clavícula não foi fraturada, então tudo com que ele ia sair seria uma concussão e várias costelas quebradas. Isso foi o que ele quis dizer com "não se preocupe".


Por outro lado, o atacante foi equipado com uma espada curta, em vez de um punhal ao que ele foi em direção a Erika.


Isso pareceu familiar.


Era exatamente como o adversário de Sayaka durante a demonstração kendo. Uma fita verde e branco foi amarrado para o pulso direito que se estendia para a frente para negar Erika. Depreende-se que o clube de kendo foi o primeiro a ser corrompido.


— Tch. Tatsuya-kun, temos que nos segurar contra os estudantes, não é?


Sua voz tremeu um pouco, uma vez que ela estava perguntando no calor do combate.



Dadas as diferenças de altura e força de pulso, isso poderia influenciar fortemente uma situação de impasse.


— Não há necessidade de forçar-se a ser misericordiosa.


Ao mesmo tempo em que ele disse isso, Tatsuya avançou,


— Ha, eu não preciso da sua ajuda!


Erika o deteve.


— Eu posso lidar facilmente com este tipo de oponente quando estou séria.


Ela levantou temporariamente a pressão, em seguida, rapidamente deslizou para um lado.


Depois de lugar com seu oponente desequilibrada comutada, Erika pediu apressadamente Tatsuya em diante.



Deixem este lugar para mim!


— Entendi!


O rapaz estava desconfiado de ser agredido por ambos os lados, então ele caiu para a metade agachar.


No entanto, aos olhos de Tatsuya e Miyuki, este aluno já havia deixado de existir.


Tatsuya vigorosamente lançou-se para fora da terra.


Miyuki levemente saiu do chão.


Tatsuya saltou para as paredes,


Enquanto Miyuki voou para o ar.


Ambos rapidamente pousaram no segundo andar.


— Wow ~


Erika assobiou de admiração e o estudante da Aliança ficou boquiaberto em estado de choque como Tatsuya e Miyuki dirigiram-se para a Sala de Navegação Especial.



◊ ◊ ◊



A mente de Sayaka era um borrão enquanto observava o que estava acontecendo na frente dela.


Em frente ao único terminal que poderia acessar o mais alto nível de pesquisa - pesquisa restrita - neste país, seus companheiros - os membros de " Blanche " - estavam a invadindo o sistema .


Metade de um ano atrás, eles foram introduzidos por Tsukasa, o craque do time de kendo dos homens. Por alguma razão, Tsukasa não trouxe Sayaka para Egalité, ao qual ele era filiado, mas Blanche em vez disso.


Originalmente, Sayaka não tinha a intenção de trazer suas atividades para fora do campus, nem ela tinha qualquer desejo participar de qualquer atividade fora da lei. A única razão pela qual ela os viu foi em consideração para Tsukasa, que muitas vezes cuidava dela. O irmão mais velho de Tsukasa, que era o chefe do Japão ramo de Blanche , disse-lhe muitas coisas, tais como a forma como as diferenças no campus causada pelo talento mágico não podia ser resolvido . Apesar de saber disso, a preocupação principal do Sayaka permaneceu com como alunos do Curso 2 eram tratados de forma diferente no campus.



Na verdade, Sayaka realmente queria participar do fórum. Não só ela quer assistir, mas ela também sonhou em expressar suas opiniões. Foi só porque ela estava familiarizado com os detalhes desta missão que ela permitiu Tsukasa para convencê-la de outra forma.


O que diabos ela estava fazendo? - Sayaka pensava. Tomando as chaves sem permissão, sendo o cúmplice de um arrombamento... Era isso mesmo que ela deveria estar fazendo?


Seus pensamentos estavam indo em uma direção desconfortável. Percebendo isso, Sayaka rapidamente reuniu-se de volta para a missão na frente dela.


No entanto, o nosso objetivo é abolir o tratamento diferenciado provocado por magia, então por que precisamos de pesquisas de magias mais avançadas?


O irmão mais velho de Tsukasa disse que a divulgação dos resultados da pesquisa era o primeiro passo para a abolição.


(Dito isto, não seria sem sentido divulgar as teorias de magia para pessoas que não podem usar magia...?)



As perguntas que estavam perseguindo uns aos outros em torno de sua mente mais uma vez veio à tona.


Para as pessoas que não podiam usar magia, magia teoria não tinha ponto algum.


Em algum nível, a teoria da magia foi fundamentada na teoria científica, separando-o, assim, de outras disciplinas baseadas em mente como teologia.


Se existissem pessoas que queriam os dados mais avançados de pesquisa verdadeiramente sobre magia, não seriam os únicos que poderiam usar magia...?



(Não, dados de pesquisa que podem beneficiar as pessoas que não podem usar magia devem existir, e eles estão escondido aqui...)


Esta era a razão pela qual ela devia seguir. Esta razão lhe permitiu continuar no caminho que ela estava no momento.


No entanto, não importa quantas vezes ela repetisse em seu coração, ela ainda não podia aceitar plenamente essas palavras.


— ... Ok, está aberto.


Alguém conversava baixinho.



Ele rapidamente pegou um cubo sólido usado para armazenamento.


Seus companheiros - Sayaka detectou um forte sentido de "desejo" impresso em seus rostos, fez ela desviar os olhos.


Rumo a porta.


Então, ela foi a primeira a notar.


— A porta!


Ouvindo sua explosão, os outros membros se viraram para olhar.


Diante de seus olhos, as portas quadradas se partiram e cairam no quarto.


— Impossível!


Os suspiros desanimados que eles deixam sair foram, com base na situação em questão, na verdade, bastante conservadores.


Objetos que foram fortificados têm eidos que são muito mais difíceis de manipular. Mas até mesmo portas duplas blindadas que poderiam suportar um míssil krak poderiam ser destruídas por magia.


No entanto, para conseguir isso, geralmente exigia uma sequência de magia complicada que repetidamente utilizava magias de Massa e vibração

para dissolver a porta. Ninguém podia aceitar que uma porta dupla reforçada de armadura poderia ser destruída silenciosamente assim.


Os homens congelaram nesta visão que tão completamente impugnava a sua compreensão geral do mundo. Neste momento, o cubo sólido de gravação quebrou em suas mãos.


Logo em seguida, o terminal de hackers dissolveu como se pego em um túnel do tempo que rapidamente voltou em suas partes componentes.


Depois disso, o sinal do dispositivo também parou, tornando o quarto de Navegação em um estado dormente.



— Acho que é mais apropriado para se referir a você como espiões industriais? Seus planos terminam aqui.


A figura familiar casualmente declarou este como ele avançou com forma de pistola Especializada CAD em sua mão direita que brilhou prata a cada passo.


Atrás dele, um corpo esguio graciosamente o seguiu com um CAD em forma de terminal em uma das mãos.


Nenhum dos irmãos permitiu um traço de emoção para enfeitar suas características, fazendo-os esquecer que eles estavam no meio de uma cena de crime.


— Shiba-kun...


Sayaka suavemente sussurrou enquanto alguém levantou a mão direita.


Não foi um gesto de rendição. Era um companheiro do sexo masculino apontando uma arma para sua kohai.


Este homem não era um estudante da Primeira Escola.


Ele não era um estudante.


Ele era alguém que veio em nome do irmão mais velho de Tsukasa, seu líder.


Este companheiro que havia sido especificamente recomendado pelo seu líder foi, obviamente, com a intenção de cometer um assassinato.


Sayaka soltou um grito mudo de terror.


Ela queria acabar com isso, mas foi incapaz de gritar. Suas mãos estavam congeladas.


Ela estaria se tornando cúmplice de assassinato, Sayaka estava tão aterrorizada que ela se dobrou em uma bola.


No entanto, as balas que poderiam facilmente levar a vida não foram cuspidas do barril.


Sua mão direita estava firmemente agarrada a pistola, não, a pistola estava presa à sua mão.


A mão direita do homem estava coberta em um inchaço roxo.


— Por favor, contenham-se de quaisquer ações mais loucas. Para mim, ser misericordiosa para com aqueles que pretendem qualquer mal a Onii- sama, eu não acho que posso fazer isso.



Sua voz era um silêncio mortal, e igualmente solene.


Era como se ela fosse uma pessoa completamente diferente.


Ela exalava uma aura de invencibilidade, como se qualquer ato para desafiá-la seria infrutífero.


Só de ouvir a sua voz causou resistência a desmoronar.


Desta vez, eram as palavras cruéis de Tatsuya que vagavam nas orelhas de uma Sayaka apavorada.


— Esta é a realidade. Mibu-senpai.


— Eh...?


— Um mundo onde todos possam ser tratados com igualdade é intrinsecamente impossível. Se houvesse realmente um mundo igual que completamente descontasse talento e capacidade de adaptação, então todos devem receber uma recepção igualmente fria do mundo.



Na verdade, Mibu-senpai já sabia disso, certo?


Ninguém é capaz de tratar a todos igualmente. Isso só existe em mentiras cuidadosamente elaboradas, a fim de enganar os outros.


O semblante originalmente desesperado de Sayaka apertou.


Nos olhos vazios de seus kohai de pé diante dela, ela poderia detectar um pequeno traço de -


— Mibu-senpai, você estava apenas sendo usada para que eles pudessem roubar os dados de pesquisa inéditos armazenados pelas universidades de magia. Esta é a verdade por trás de seus elevados ideais.


- Pena?


— Por quê? Por que isso acabou assim?


No momento em que percebeu isso, as emoções complexas dentro Sayaka irromperam.


— É errado eliminar as diferenças? É errado sonhar por igualdade? As diferenças realmente existem aqui! Isso não pode ser apenas a minha incompreensão. Eu realmente era desprezada. Eu estava exposta diante de seus olhares desdenhosos. E eu ouvi todos os seus nomes estúpidos para mim. Remover todos estes, há algo de errado com isso? Você não é o mesmo? Eles o compararam contra os talentos superlativos da sua irmã também. Você também passou por degradação. Você também tem sido rotulado um tolo idiota!


Os gritos de Sayaka pareceram brotar de dentro.


De dentro do poço de sua alma.


No entanto, nenhum desses lamentos chegou a Tatsuya. Seu coração não ressoava com essas palavras. Isso porque para Tatsuya, "essas coisas" eram aspectos simplesmente aceitáveis da realidade.


Então Tatsuya apenas entendeu o literal "significado" por trás de suas palavras, assim como o "fenômeno" sobre o que ela estava gritando. Aqui estava uma jovem senhora em desespero. Essa foi a única coisa que ele pegou.


A pena que Sayaka pensou que ela viu em seus olhos eram apenas ilusões trazidas para ela por sua extrema miséria.


Os gritos de Sayaka não atingiram o coração do rapaz - mas passou para o coração da jovem mulher de pé ao lado dele.


— Eu nunca vou desprezar Onii-sama.


Ela disse calmamente.


No entanto, essa voz continha emoção suficiente para sufocar os gritos de Sayaka - uma emoção de fúria crua, escondida sob as camadas de calma.


— Mesmo que todos os outros seres humanos insultem, façam calúnia, desprezem o meu irmão, o amor e o respeito que tenho por Onii-sama nunca vai mudar.


— ... Você...


Sayaka era incapaz de falar.


Ante a declaração orgulhosa de Miyuki, Sayaka não só foi golpeada ficando sem palavras, mas impossibilitada de pensar também.


— O amor e o respeito que eu carrego não vem da força de sua magia. Aos olhos do mundo, a minha magia é muitas vezes maior do que Onii-sama. Mesmo assim, essas coisas não vão influenciar o amor e o respeito que eu carrego por Onii-sama nem um mínimo. Ante meus sentimentos para Onii-

sama, todas essas coisas se tornam triviais e sem sentido. Isso é porque eu sei que isso constitui apenas uma pequena parte de Onii-sama.


Mkr 02 203.jpg


— ...


— Qualquer um pode insultar Onii-sama? Para mim, este é verdadeiramente insuportável descaramento. É verdade que existem idiotas ignorantes que difamam Onii-sama. Mas, ao mesmo tempo, quando comparado com o número de tais lixos, existem apenas outros tantos,, não, muito mais pessoas que reconhecem os talentos transcendentes de Onii-sama. Mibu-senpai, você é realmente uma pessoa lamentável.


— O que você disse?


Seu volume aumentou ligeiramente.


Mas era uma voz sem vida. Era uma voz desprovida de ambos os sentimentos e pensamentos.


— Não Existem pessoas que te conhecem? Magia é a única maneira de as pessoas reconhecerem você? Não, isso é impossível. Eu sei de pelo menos uma pessoa que não faz isso. Sabe quem é?


— ...


— Onii-sama reconheceu você. Sua espada, a sua beleza.


— ... Estas são apenas aparências.


— Exatamente, estes são apenas aparências. Mas, isto não é uma parte da senpai, bem como, o carisma e senso de individualidade da senpai?


— ...


— Claro, as aparências são apenas natural. Incluindo as duas reuniões no café eo tempo em frente à Sala de Edital, esta é a quarta vez que falei com Onii-sama. Você só encontrou com ele quatro vezes, quanto é que você espera que ele entenda?


— Isso...

— No final, mais do que qualquer outra pessoa, você foi o único que viu-se a ser tratados de forma diferente. Mais do que ninguém, você também foi o único que se vista como um aluno inferior e pejorativamente usou o termo 'Weed' em direção a si mesmo.


Suas palavras eram inegáveis.


Nenhuma vontade de repudiar esse argumento surgiu.


Esta reprimenda atingiu Sayaka como um golpe terrível, fazendo com que sua mente ficasse em branco.


Assim como sua mente paralisada,


Assim como ela estava prestes a abandonar a vontade de seguir em frente,


Esta concha sem alma permitiu o silvo suave do diabo adentrar.


Não, neste caso, era mais como sussurros de luz dos manipuladores.


— Mibu, use o anel!


Ela veio de um homem covarde encolhida descaradamente atrás de uma menina de 16 anos.


Este homem gritou de repente.


Acompanhando este grito, o pulso também oscilou para baixo.


Uma pequena faísca acendeu, juntamente com a fumaça branca densa.


Ao mesmo tempo, houve vários sons penetrantes que não podia ser ouvida.


Era o ruído de fundo dos Psions.


Eles estavam tentando parar a magia de invocar usando Elenco Jamming - Sorcery Disruptor.


Na fumaça, três conjuntos separados de passos podiam ser ouvidos.


Tatsuya estendeu a mão duas vezes.


E marcou duas vezes com a palma da sua mão para o fumo.


Com os olhos completamente fechados.


Havia dois sons de carne impactando, juntamente com os sons de dois corpos batendo no chão.


— Miyuki, pare!


Quando Tatsuya deu essa ordem.


A Sequência de Magia de Miyuki projetada rapidamente se transformou em um outro objeto.


Ela reuniu a fumaça branca junta como um tornado.


As nuvens de poeira foram compactadas com o tamanho de bolas de pingue-pongue, em seguida, caiu no chão trancado dentro de blocos de gelo triangulares que se materializou a partir do ar.


Agora que a visão não era mais obstruída, o quarto revelou três homens deitados no chão.


Um deles estava rolando no chão, tentando lutar contra a dor horrível de congelamento.


Dois outros suportaram hematomas no rosto e ficaram inconsciente.


— Onii-sama, não há problema em deixar Mibu-senpai ir?


Miyuki perguntou em voz alta.


Ela não tinha dúvidas sobre se Tatsuya tinha quaisquer segundas intenções.


Na mente de Miyuki, havia pouca chance de Tatsuya desenvolver qualquer relacionamentos com as mulheres que ultrapassassem brincadeiras de irmão.


Miyuki também entendeu claramente que Tatsuya não era o tipo de trazer sentimentos pessoais na mistura.


— Não tenho dúvidas de suas habilidades, mas há sempre a possibilidade de um acidente quando a visão está obstruída. Eu não quero que você corra esse risco, então vamos deixar Erika lidar com Mibu-senpai.


O ponto mais rápido de saída a partir de aqui, inevitavelmente, levar diretamente a Erika no primeiro andar. Dado o estado atual da Sayaka, ela não estava em condições de buscar rotas alternativas.


— Eu não acho que Erika tem qualquer interesse nisso...


— Talvez, se o seu adversário fosse qualquer outra pessoa além de Mibu-senpai.


Miyuki realmente não compreendia o que significava para se fixar em seu oponente.


Para ela, o combate era algo a ser evitado, inicialmente, mas se pressionado, a vitória cancelava todas as outras preocupações.


Não importava quem o seu adversário era.


Para a identidade de seu adversário, uma etiqueta simples de "inimigo" era suficiente, qualquer outra coisa tornava-se sem sentido.


Dito isto, a partir de uma perspectiva puramente intelectual, ela reconheceu que havia pessoas lá fora, que colocaram um significado especial em que os seus adversários eram.



— É isso mesmo? Se é Erika, então não deve haver problemas.


Então, vamos deixar Sayaka para Erika, Miyuki pensou como ela avançou para ajudar seu irmão mais velho acabar com os ladrões de uma maneira geralmente reservada para os terroristas.



◊ ◊ ◊



Sayaka estava agora inteiramente confiando em seu subconsciente para o movimento.


O anel Antinite era seu trunfo quando chegou a hora de fugir.


Tendo passado pela educação para a "Magister", ela sabia que a natureza e os limites do Cast Jamming.


Não, no que diz respeito ao conhecimento em torno deste anel, Sayaka sabia mais sobre ele do que um Mago mediano.


Este anel não possuía o poder de derrubar outros magos.


Ele só tinha o poder de interferir com a magia através do Cast Jamming. Além de fornecer um método para evitar ataques mágicos, não havia nenhuma outra finalidade.


Você não pode derrotar aquele aluno do 1 º ano.


Naquela época, eu testemunhei gloriosos técnicas que eu nunca tinha visto antes.



Quando o seu líder lhe deu este anel, ele repetidamente advertiu-a com o aviso acima.


Este anel é utilizado apenas para fugir.


A cena profundamente impressa em seu cérebro e os ecos dessas palavras poderosas reverberou em seus ouvidos, o que levou seus membros a manter o movimento.


Não houve passos atrás dela.


Ninguém estava a seguindo.


Em seu coração, ela compreendeu que seus companheiros tinham sido pegos.


No entanto, sua mente paralisada não permitiria que ela tomasse a decisão consciente para voltar e ajudá-los.


Sua mente consumida pelo fracasso de seu plano e a vontade posterior de fugir do campus para sua base temporária, Sayaka fugiu pelos corredores e foi direto escada a baixo.


Naquele momento, seus pés chegaram a um ponto morto.


— Senpai, é um prazer conhecê-la!



Uma jovem mulher - provavelmente uma aluna do 1 º ano, uma vez que ela chamou-a de "sempai" - sorria diante dela com as duas mãos mantidas atrás das costas.


— ... Quem é você?


Sua cautela forçou a sair um som.


No entanto, a expressão alegre da aluna do 1 º Ano não escurecer nem um pouco.


— 1 º Ano, Classe E, Chiba Erika. Quero confirmar uma coisa só no caso. Você é Mibu Sayaka-senpai, que ficou com a prata na competição do ano

passado de Mulheres no Kendo das escolas primárias, correto?


As palavras atingiram Sayaka como um golpe invisível.

Os cantos mais escuros de sua consciência e as profundezas mais profundas do seu coração ardiam como se tivesse sido atingidos com um shinai.


— ... E daí?



Suprimindo a dor súbita, Sayaka respondeu de volta.


— Não é nada, absolutamente nada. Eu só queria ter certeza.



Erika manteve as mãos atrás das costas.


No entanto, não havia pontos fracos em qualquer lugar em seu corpo.


Seu corpo esguio era incapaz de bloquear o corredor inteiramente, mas não havia "lacunas" detectáveis para uma pessoa a passar por qualquer lugar.



E em cima disso ... Estavam as mãos escondidas atrás das costas vazias?


Ela realmente não está segurando nada?



— ... De repente aparecendo aqui. Você não está planejando me deixar passar.


Não havia nenhum sinal de perseguição as suas costas.


Seja como for, uma vez sendo o homem em questão, ocultar sua presença era, provavelmente, um pedaço de bolo.



Sayaka freou suas emoções ansiosas e esforçou-se para falar de uma forma ainda.


Ela sabia que suas chances de romper ilesa fossem zero desde o início.


— Onde você está indo?


— Isso não é da sua conta.


— Você não quer responder... É isso mesmo?


— Sim.


— Negociação terminada.


Erika alegremente declarou.


Embora as palavras parecia um pouco exagerado, mas Sayaka sabia muito bem que ela nunca planejou deixá-la ir, em primeiro lugar.


Sayaka olhou rapidamente esquerda e direita.


Infelizmente, ela não tinha uma arma na mão.


Enquanto ela estava equipado com um CAD, ela teria que ceder seu Jamming Elenco, a fim de usar magia.


Uma haste cinza prateada apareceu no canto de sua visão.


Era um bastão de choque que pertencia a um dos companheiros de Sayaka.


O bastão era um pouco mais curto do que o que ela estava acostumada, mas serviria como um substituto adequado para a sua arma de costume.


Sayaka abaixou lentamente o seu centro de gravidade.


Ela concentrou toda a sua força em seus pés.


E de repente saltou a distância.


Depois de pegar o bastão de choque no chão, Sayaka caiu em um agachamento para cumprimentar a outra mulher.


Por outro lado, Erika ficou ali boquiaberta com as excentricidades de Sayaka.


— Não há nenhuma necessidade de estar com tanta pressa, eu estava indo para dar-lhe tempo para localizar uma arma...


Sayaka corou.


Esta não foi uma performance solo! Em um esforço para esconder o embaraço e constrangimento causado por suas ações, Sayaka olhou para Erika e gritou:


— Afaste-se lá! Caso contrário, você vai se machucar!


— Autodefesa estabelecida! Bem, eu nunca tive a intenção de usar essa desculpa de qualquer maneira.


Erika disse em um tom muito animado quando ela levou as mãos atrás dela para a frente.


Sua mão direita segurava um bastão policial retrátil, enquanto a esquerda realizado um verdadeiro curto-espada.


Depois disso, ela casualmente jogou a arma em sua mão esquerda para um lado.


— Vamos começar, senpai?


Erika ergueu o braço direito.


Sayaka também tomou uma posição de combate. Sua arma estava apontada diretamente para o seu adversário, com a mão direita colocada acima de sua esquerda.


De um lado, Sayaka com o estilo de duas mãos central. Por outro lado, Erika em uma posição curvada metade com o estilo de uma só mão.


A partida começou em um flash.


O contato foi feito entre as lâminas, mas seus balanços sem emitir nenhum som.


No instante em que viu o movimento, Erika balançou a batuta no pescoço de Sayaka.


Sayaka furiosamente levantou o braço.


Ela correu para trás, reflexivamente adotando uma postura defensiva, enquanto ela mal era capaz de levar este golpe. Ao mesmo tempo, seu oponente já havia enrolado a seu traseiro.


Para aparar o golpe seguinte, Sayaka instintivamente levantou o bastão.


O choque do golpe reverberou abaixo o bastão de choque na mão dela. Sayaka estava mais do que pronta para fechar em distância de contato, mas o seu adversário já tinha recuado fora de alcance.


— Magia de velocidade pessoal…?


Sayaka suavemente murmurou.


Erika não respondeu.


— ... Assim como Watanabe-senpai?


No entanto, suas próximas palavras pararam Erika imóvel.


Apesar de ter sido apenas uma hesitação momentânea, que foi suficiente para mudar a dinâmica.


Erika, que mais uma vez avançou, foi forçada a parar com o barulho perfurante que encheu o corredor.


Este foi o ruído Psion, o ruído que as orelhas normais não podiam ouvir.


Vendo o rosto de Erika contorcer em desconforto, Sayaka imediatamente preparou-se.


Ela não quis dar a sua oponente um instante para recuperar o fôlego.


Rosto, rosto, antebraço, abdômen, barra diagonal, uppercut, rosto, barra diagonal revertida...


Esta série de ataques de espada, obviamente, não foi desenvolvida exclusivamente para treinamento de kendo, visto que incluía várias técnicas de estilos antigos de kendo.


Seu ataque foi tão rápido como fogo.


Assim como o provérbio Furinkazan ditava, seu ataque foi tão feroz como chama.


Em algum momento, o barulho Psion desapareceu.


A razão por trás disso era óbvia.


Para ativar Elenco Jamming, um fluxo constante de Psions na Antinite era exigido.


Se o afluxo de Psions parasse, o barulho iria parar também.


O barulho que originalmente encheu a sala gradualmente morreu.


Porque Sayaka tinha jogado tudo o que tinha em seus golpes, manter Elenco Jamming foi francamente impossível.


Enquanto um era capaz de usar magia, não importa o quão forte ou poderoso que o ataque fosse nada poderia igualar a velocidade de magia.


Enquanto ela sabia claramente isso, Erika não planejou usar magia.


Ela provavelmente não tinha tempo para desenhar uma sequência de Magia.


Erika era uma estudante do Curso 2 que não se destacava em compilar habilidades técnicas.


Mesmo assim, o CAD da Erika era um modelo especializado que foi fortificada para o combate de alta velocidade e possuía uma forma que Erika estava bem acostumada.


Além disso, sua Magia de Gravação era um tipo que ainda podia canalizar Psions ainda sob os efeitos do Cast Jamming.


Se ela pudesse criar separação suficiente, então ela seria capaz de usar ataques mágicos.


No entanto, Erika não tentou fugir, nem pressionar o avanço.


Em oposição direta ao grande elogio da chama feroz, o ataque de Sayaka só poderia ser descrito como bastante desajeitado.

Por outro lado, Erika foi com movimentos precisos e fluidos para desarmar cada um dos ataques de seu oponente.


Seus olhos traiu nenhum traço de agitação.


Sua respiração se manteve perfeita como sempre.


O primeiro a começar a respirar ofegante era realmente Sayaka, que tinha gasto toda a sua energia para o ataque.


O impulso inverteu em um instante.


Os papéis de atacante e de defensor foram trocados.


Erika evitou o golpe final de sua oponente, então imediatamente retaliou contra o imóvel bastão de choque da Sayaka.


O bastão de choque, que foi por design mais frágil do que bokkens ou bastões, estalou no momento do impacto para sua base.


— ...


Sayaka olhou fracamente para o bastão policial apontado para ela.


Seus olhos ainda ardiam com seu espírito de luta.


— Por favor, pegue.


Erika disse sem mover sua arma.


— ...


Incapaz de compreender suas palavras, Sayaka não respondeu.


— Pegue a espada curta no chão e me mostre a sua verdadeira força. Vou quebrar a ilusão feminina que te prende.


Sayaka ignorou o bastão da polícia diante de seus olhos e dobrou os joelhos.


Ela pegou a espada curta que Erika descartou, então, mais uma vez caiu em uma posição.


Depois, Sayaka lembrou algo, caiu de sua posição e colocou a mão esquerda sobre a direita.


Ela tirou o anel de bronze piscando na sua mão direita.


E atirou-o para o chão.


— Eu não preciso contar com isso. Vou usar minha própria força para quebrar a sua técnica.


Sayaka tirou o casaco do uniforme.


Na Primeira Escola Secundarista, as estudantes usavam vestidos sem mangas debaixo de seus casacos de uniformes.


Os braços de Sayaka foram expostos a partir do ombro para baixo, o que garantiu a ela total liberdade de movimentos.


Sayaka virou a borda da lâmina para o céu.


Cortar com a parte de trás da lâmina era um método que ignorava completamente as propriedades estruturais da arma, e serviu apenas para aumentar o risco de ruptura da lâmina.


Mesmo com esta desvantagem, Sayaka não estava disposta a permitir que sua hesitação em direção a assassinato alivia-se a velocidade da ponta da lâmina, daí ela assumiu esta posição.


— Eu entendo.


Eles ficaram na posição prontas de frente para o outro.


— Suas técnicas parecem vir do mesmo estilo que Watanabe-senpai.


— Não fale de minha lâmina na mesma frase como espada daquela mulher. Estamos em níveis completamente diferentes.


Cada um dos lados trocou uma frase, anunciando o início da longarina verbal.


Depois disso, o silêncio dominou a cena.


O silêncio se transformou em ansiedade, e ansiedade virou-se para a urgência.


Assim como a urgência atingiu um crescendo, a figura de Erika desapareceu.


A troca acabou em um instante.


O som nítido de contato metálico ecoou.


Era praticamente impossível para o olho nu discernir, mas Sayaka realmente conseguiu defender-se contra um dos ataques magicamente acelerados de Erika.


Ela conseguiu adiar o primeiro ataque "da espada".


A espada curta deslizou das mãos inertes do Sayaka.


Posteriormente, Sayaka pressionou seu braço direito e caiu sobre um joelho.


— Minhas desculpas, senpai. Isso é provavelmente uma fratura.


Mkr 02 219.jpg


— ... O osso quebrou. Está tudo bem. Eu não acho que você estava se segurando.


— Sim, senpai, você pode manter sua cabeça erguida. Isso é porque você forçou uma mulher da família Chiba a ir com tudo.


— Entendo... Então, você é um membro da família Chiba.


— Essa é a verdade sobre o assunto. De qualquer maneira, Mari Watanabe é um discípulo da nossa família também. Fui eu que supervisionei sua certificação. Em termos de esgrima pura, eu sou a única superior.


Ouvindo isso, Sayaka finalmente sorriu.


Foi um breve sorriso despreocupado.


— É isso mesmo...? Eu digo, embora o perdedor não tem o direito de pedir uma benção, você poderia chamar uma maca para mim? Eu sinto que, minha consciência está desaparecendo, ah...


Sayaka caiu no chão.


Erika cuidadosamente a pegou.


Ela suavemente sussurrou nos ouvidos da Sayaka inconsciente.


— Não se preocupe, senpai. Porque sua suave kohai irá levar a senpai daqui.


◊ ◊ ◊


— Então, você quer que eu carregue Mibu-senpai daqui?


Quanto à pergunta natural de Tatsuya, Erika assentiu com a cabeça, como se ela não poderia se importar menos.


— Está tudo bem, ela não é tão pesada.


— Não, essa não é a questão.


— Agora você pode abraçar legitimamente uma linda garota para si mesmo, então por que você não simplesmente aceita feliz?


— Não tenho nenhum interesse em ser feliz com um assunto tão trivial... Não, isso ainda não é o problema.


— ... Você sabe, eu só tinha uma vaga ideia sobre isso. Tatsuya-kun é desinteressado em mulheres? Tipo, você balança nessa direção?


— O que você quer dizer com essa direção?


— Gay!


— Não seja ridícula! É por isso que eu disse que isso não é a questão. Nós podemos facilmente chamar uma maca, então por que eu devo ser o único a carregá-la?


Miyuki riu alegremente nesta cena.


Tatsuya estava simultaneamente lidando com sua exaustão enquanto tentava decifrar a lógica de Erika, ao mesmo tempo. -Neste momento, ele havia já meio desistido por dentro.


— Isso, obviamente, faria Mibu-senpai muito feliz!


Em algum momento, Tatsuya parou de responder.


Enquanto ele ainda sentia que a proposta era ilógica, ele também estava conformado com o fato de que usando a lógica para convencer Erika ia ser uma tarefa extremamente desafiadora.


A conversa tinha chegado a sua conclusão, por assim dizer.


— Isso não é maravilhoso, Onii-sama? Apesar de sua lesão não ser grave, é verdade que quanto mais cedo ela ser tratada melhor. Acho que o método mais eficiente seria provavelmente Onii-sama levá-la. De qualquer forma, não adianta tentar explicá-lo ainda mais. Seu oponente é Erika, afinal de contas.


— Espere, Miyuki, o que isso quer dizer?


— Sim, isso é verdade. Oh, bem.


— Espere, Tatsuya-kun, o que diabos é isso, bater nas pessoas quando estão pra baixo?


Vocês não acham que dois contra um é um pouco traiçoeiro?


— Ara, sou, obviamente, aliada de Erika aqui!


— Mentiras! Mentiras descaradas!


Quando confrontados com gritos de Erika, Miyuki apenas sorriu agradavelmente em aceitação. Com esta conversa como o BGM, Tatsuya cuidadosamente pegou Sayaka.


Essa ação não era uma abrupta, nem ele vacilou quando fez isso.


Era mais como ele não tinha ideia de onde colocar a sua força para realizar esta ação.


— Hm, tal como esperado, Tatsuya-kun é bastante capaz.


Por alguma razão, Erika expressou esta opinião quando ela balançou a cabeça várias vezes.


Já que respondendo às suas palavras só iria fazer perder mais tempo, Tatsuya decidiu começar a andar.


O rosto inconsciente de Sayaka fazia parecer que ela estava em um sono profundo.



◊ ◊ ◊


Depois de aprender da captura dos infiltrados na biblioteca através da tela de seu terminal portátil, Tsukasa da Divisão de Kendo dos homens sabia que ele tinha que se ligar com seu irmão mais velho, o atual chefe do ramo de Blanche no Japão, e buscar novas instruções. Isso tinha que ser feito no menor quadro de tempo possível.


Embora tecnicamente o seu irmão mais velho, ele era apenas um meio-irmão do segundo casamento de seu pai no final do dia. No entanto, Tsukasa sempre confiou em seu irmão mais velho, como se estivessem diretamente relacionados por sangue. Não havia nenhum sentimento de constrangimento entre os dois após o casamento, inicialmente, por isso, como é que eles chegaram a este ponto? Ele simplesmente não conseguia lembrar como.


Sempre que pensava neste mistério, era imediatamente enterrado sob outros pensamentos. No momento que Tsukasa pensou nisso, ele balançou a cabeça, porque agora não era o momento para pensar nisso. Era muito perigoso para usar a rede sem fio para contato. Ele não estava preocupado em ser ouvido, ele só não queria usar um método tão normal de comunicação, mas esta era uma situação crítica. Qualquer mensagem de entrada, com ou sem fios, correu o risco de ser interceptado, por isso, a pensar como este foi apenas natural.


Tsukasa não esperava nenhum problema, deixando campus. Mesmo que esta estava uma situação crítica, não era tempo de guerra nem era um período de guerra civil. Não havia nenhuma maneira de um tiroteio sair no campus. Embora as pessoas não afiliadas com os clubes tivessem que passar por exame extenuante, isso geralmente não afetava os alunos.


Tsukasa tomou sua decisão com base nessa suposição, mas, infelizmente para ele, o destino tinha outros planos.


— Se não é Tsukasa do clube de kendo. Você está indo para casa?


Assim como Tsukasa estava prestes a valsar para fora do portão principal, alguém o chamou por trás.


Não era um amigo. Ele não conhecia a voz.


Quando ele se virou, o que estava diante dele era um indivíduo moreno de estatura mediana, que poderia ser confortavelmente descrito como grosseiro. Como Tsukasa, ele era um estudante grande e robusto do, 3 º ano. Ele usava o emblema do Comitê de moral pública em seu pulso.


— Tatsumi... Uh, as atividades do clube não foram canceladas por causa dos motins? É por isso que eu decidi ir para casa!


Vacilante devido à má atuação seria problemático. Conscientemente ordenando o seu corpo a cooperar, Tsukasa respondeu de volta em um tom uniforme.


— É isso mesmo? Bem, tudo bem. Atividades do Clube provavelmente serão cancelados em todo campus.


— Ah, é isso. Então -.


Tchau. A palavra estava na ponta da língua, mas Tsukasa nunca teve a chance de dizer isso.


— Espere um segundo. Há algo que eu queria te perguntar.


Seu coração disparou.


— Perguntar-me?


Mal conseguindo conter sua hesitação, Tsukasa conseguiu fingir uma expressão atônita.


— Sim, eu preciso te perguntar especificamente, Tsukasa.


A voz de Tatsumi parecia atiçar as chamas da agitação da Tsukasa. Tsukasa sentiu como se esse tom soubesse tudo o que ele estava fazendo.


— Minha Chefa tem uma técnica especial incrível.


De repente, a conversa mudou completamente - pelo menos é o que parecia - mas o mesmo sentimento de desconfiança desde o início não diminuiu nem um pouco.


— Ao manipular as correntes de ar e acrescentar algumas melhorias, podemos criar soros da verdade, sem recorrer a drogas ilegais.


Um grito estava prestes a forçar seu caminho para fora de sua garganta, mas Tsukasa lutou para por abaixo. No entanto, ele só estava perdendo seu tempo.

— Você não tem que fingir qualquer ambivalência, Tsukasa. Você sabe o que eu estou falando, não é? Nós já temos provas, evidências de que você pediu-lhes para fazer essas coisas.


Tsukasa não respondeu.


Enquanto ele era um estudante do Curso 2 fraco em habilidades técnicas, graças a sua extensa formação em kendo ele tinha muita confiança em suas próprias Magias de velocidade. Ambos olharam bastante e Tatsumi era um dos poucos alunos do 3 º ano, capazes de colocar para fora um pouco de velocidade, mas Tsukasa estava confiante que tinha a vantagem em uma corrida pura.


Tudo isso estava nos cálculos de Tsukasa, mas seus planos foram por água antes que eles chegassem a ser concretizados.


— Tsukasa-senpai! Por favor, venha com a gente por um momento!


Uma voz sombria, mas poderosa tocou para fora. Para ser preciso, o proprietário desta voz estava diretamente em seu caminho.


— Sawaki... Por que diabos vocês dois estão aqui?


A voz rouca de Tsukasa gritou. Quando os tumultos apareceram, os dois deveriam ter estado na biblioteca. Por que diabos estavam dois membros da divisão de combate ativo estacionados por todo o caminho até aqui? Era natural para Tsukasa se perguntar sobre isso.


— Você não percebeu ainda? Nosso trabalho era apenas para manter um olho em você hoje, com algum apoio de longo alcance pessoal do Sistema Sensorial. Nós teríamos perdido nosso tempo, se você não fizesse o caminho no final, mas finalmente descobrimos a sua rota de fuga.


Como Tatsumi estava feliz explicando atrás dele, Tsukasa tomou a decisão consciente para romper à força por aqui.


A descoberta teria que ocorrer na direção de Sawaki. Nesta situação, retornar ao campus era suicídio.


Dito isto, mesmo que Sawaki fosse um estudante do segundo ano, ele se especializou em uma forma de combate corpo a corpo mágico chamado Magia de Artes Marciais. Desarmado, Tsukasa não tinha nenhuma chance - em uma luta em linha reta, quer dizer.


Tsukasa retirou o lenço amarrado em torno de seu braço direito.


Dentro, havia uma pulseira cor de bronze. A Pulseira Antinite.


Ele ativou Cast Jamming.


Tsukasa sabia que por espalhar as ondas Cast Jamming, ele estava alertando seus aliados a sua localização. No entanto, este não era o momento de se preocupar com isso. A coisa mais importante era sair da armadilha atual e estabelecer uma ligação com seu irmão mais velho - esse pensamento poderoso dominou as ações de Tsukasa.


Tsukasa foi em direção a Sawaki, que franziu as sobrancelhas. No final do dia, Magia de Artes Marciais era uma técnica que usava magia para reforçar o corpo físico, para permitir o uso de poderosas habilidades de combate. Em um cenário onde foi utilizada nenhuma mágica, Sawaki não devia ter nenhuma chance de vencer um praticante de Kendo como ele mesmo, se ele estava desarmado, sem a ajuda de magia. Com isto em mente, Tsukasa atacou Sawaki.


Sawaki facilmente evitou seu ataque.


Seu flanco sofreu um golpe furioso. O cotovelo de Sawaki cavou profundamente no abdômen de Tsukasa.


— Tsukasa, seu idiota, eu não acho que você entende.


Assim como Tsukasa desabou no chão, Tatsumi disse isso de uma forma simpática.


— Sawaki é um adversário difícil, mesmo sem magia. Há uma grande quantidade de pessoas que me entendem mal, mas esses caras são incapazes de fazer qualquer coisa sem magia, e são incapazes de se mover livremente sem uma coisa desnecessária como a magia.


Gemendo de dor, Tsukasa não podia responder. Sawaki silenciosamente prendeu Tsukasa seguramente.



◊ ◊ ◊



Na Enfermaria, eles estavam ouvindo o lado de Sayaka da história.


Seu braço direito precisava de tratamento, por isso era melhor não perturbá-la muito. Enquanto o médico da escola proibiu isso, era atualmente Sayaka quem queria contar sua história.


Mayumi, Mari, e Katsuto, todos se reuniram para ouvir isso. O mentor Tsukasa Kinoe tinha sido capturado, e o motim havia sido suprimido na superfície, mas os detalhes exatos por trás do ataque ainda eram desconhecidos. Os invasores fora do campus que tinham sido capturados já haviam sido entregue à polícia pela faculdade, e graças aos esforços do Conselho de Escola, do Grupo de Clube de Atividades e do Comitê de moral pública, nenhum dos estudantes foram afetados.


Atualmente, Tsukasa não estava em condições de ser interrogado. Levando isso em consideração, a confissão de Sayaka tornou-se a única fonte de informação, por isso não era estranho para Mayumi e os outros para estarem presentes.


O conto começou quando Sayaka foi introduzida pela primeira vez com seus outros companheiros.


No ano passado, pouco depois de Sayaka entrar na escola, ela iniciou uma conversa com Tsukasa. Naquela época, havia um monte de simpatizantes do clube de kendo. Não foi apenas o clube de kendo, mas os estudantes também estavam formando clubes de treinamento mágicos com filosofias semelhantes. Isso veio como um grande choque ao descobrir que o tempo e a escala das operações superaram Mayumi e expectativas co. 'S. A pessoa que tomou isso mais difícil foi, provavelmente, Mari. Mayumi, Mari, e Katsuto foram todos atingidos de forma diferente por esta revelação no início.


— Eu sinto muito, eu nunca imaginei que isso poderia acontecer, mas...


Erika olhou atentamente para a Mari piscando.


No entanto, Mari não teve tempo para se preocupar com este olhar.


— Mibu, o que você disse é verdade?


Ouvindo a vacilante pergunta de Mari, Sayaka abaixou a cabeça por menos de um segundo.


Erguendo a cabeça, Sayaka assentiu calmamente e respondeu da mesma maneira calma.


— Agora que eu penso sobre isso, eu poderia ter sido muito orgulhosa de ser chamado de 'kendo belle' no ensino fundamental. Por isso, logo depois que eu vim para a escola, eu vi a incrível espada mágica de Watanabe-sempai, durante a semana de recrutamento do clube. Eu pedi aulas pessoais de você, mas foi friamente rejeitada, e isso cortou muito profundo... Eu não poderia ser o seu adversário provavelmente porque eu era um estudante do Curso 2. Uma vez que eu pensei nisso, eu perdi toda a minha motivação.


— Espera... Só um segundo. Na semana de recrutamento do ano passado, quando fui ao mar durante as aulas de kenjutsu? Eu me lembro desse incidente. Eu não esqueci que você pediu para ser meu adversário. Mas, eu não me lembro de ter duramente rejeitando você?


— É comum que as pessoas tenham dificuldade em compreender os sentimentos do rejeitado.


Erika repreendeu Mari em um tom irônico, que estava lá com uma expressão solene e cabeça baixa.


— Erika, fique quieta por um tempo.


Mas ela foi interrompida por Tatsuya.


— O quê? Tatsuya-kun está do lado de Watanabe-senpai também?


— Eu só quero que você termine de ouvi-la. Você pode mastigar as pessoas ou debater sobre isso depois de ouvir tudo.


Ao ouvir esta repreensão, Erika revelou uma expressão descontente, mas acalmou independentemente.


Depois de um breve período de silêncio, Sayaka dolorosamente continuou.


— Senpai, você disse que eu não poderia ser o seu oponente, então eu não deveria perder meu tempo e ir buscar alguém que pudesse me corresponder... Para ouvir isso de minha senpai respeitada logo depois de entrar para a escola...


— Espera... Não, espere um minuto. Isso é um mal-entendido, Mibu.


— Eh?


— É verdade que eu disse isso. - Sinto muito, mas a minha espada não pode competir contra a sua, por isso é um desperdício de seu tempo. Então é por isso que você deve ir busca um adversário digno para si mesma - isso é tudo. Não foi desse jeito?


— Eh, isso... Então, se esse é o caso...


— Em outras palavras, é por isso que eu disse: 'Eu não posso ser seu adversário. É porque você é muito mais forte do que eu em esgrima.


Sayaka tinha uma expressão de queixo caído quando Mayumi virou-se para perguntar a Mari.


— Só um momento, Mari. Você quer dizer que você recusou o pedido de Mibu, porque ela era muito mais forte do que você, eu entendi isso direito?


— É exatamente isso. Embora seja verdade que eu tenha a vantagem depois de adicionar a magia nela... As técnicas que eu aprendi são todas feitas para serem usadas em conjunto com a magia. Eu passe por treinamentos físicos e com armas, a fim de compreender melhor como usar minha magia de forma mais eficaz. Não há nenhuma maneira que eu poderia ser capaz de me levantar contra Mibu em termos de esgrima pura.


— Então... Foi o meu mal-entendido... o tempo todo...?


Um silêncio constrangedor inundou a enfermaria.


— Eu me sinto como uma idiota... Eu egoisticamente incompreendido as intenções de senpai... me colocando para baixo...


Apenas gemidos de Sayaka cutucavam o silêncio.


— Eu não acho que é um desperdício.


Até Tatsuya quebrar isso com suas palavras.


— ... Shiba-kun?


Sayaka levantou a cabeça e olhou diretamente para Tatsuya, que continuou a falar num tom vago.


— Isso foi o que Erika disse depois de ver as técnicas de senpai. Para o melhor conhecimento da Erika, você era muito mais forte do que a "kendo belle", que ficou com a prata na competição do fundamental. Pode ser triste que a sua nova força encontrada veio de ressentimento e ódio. Mas, é, sem dúvida, que a esgrima de Mibu-senpai melhorou através de sua própria dedicação e diligência. Você não foi consumida pelo ódio, nem foi esmagada por desespero, como você passou o último ano treinando-se para o próximo nível. Então eu não acho que foi desperdiçado.


— ...


— Há muitos momentos em se tornar mais forte. Há uma miríade de razões por trás do trabalho duro. Você só realmente perde seu tempo se você negar as horas, o trabalho duro, e os resultados que vieram a partir do que você fez, não é mesmo?


— Shiba-kun...


Lágrimas rolaram em seus olhos quando Sayaka olhou para cima para Tatsuya.


No entanto, desta vez, ela sorriu.


— Shiba-kun, eu tenho um pedido.


— O que é?


— Você pode vir um pouco mais perto?


— Isso é o suficiente?


— Um pouco mais.


— Ah.


A atmosfera alterou-se, a atmosfera tornou-se uma vez tensa ficou fluida.


No entanto,


— Então, por favor.


Rapidamente,


— Basta estar aqui e não se mover.


Voltou-se para uma atmosfera nervosa.


Sayaka agarrou firmemente as roupas de Tatsuya, e enterrou o rosto no peito de Tatsuya.


— Wah, wah...


As fungadas rapidamente se transformaram em desenvolvidos soluços.


Pressionada no peito de Tatsuya, Sayaka estava chorando seus olhos para fora.


Todos olhavam uns para os outros consternados como Tatsuya sem palavras segurava seus ombros magros. Vendo isso, Miyuki abaixou a cabeça.


Depois de finalmente se acalmar, Sayaka começou a explicar o que ela sabia sobre Blanche, a organização que apoiou a Aliança.


— Assim como você previu, Onii-sama.


— Foi tão preciso que ficou chato.


— É assim que a realidade é, Chefe. No entanto, o verdadeiro problema vem a seguir.


Tatsuya falou como se ele já tinha traçado o próximo curso de ação.


— ... Tatsuya-kun, você está planejando combatê-los?


— Essa é uma maneira incorreta de colocar isso. Eu não vou lutar contra eles, eu estou indo aniquilá-los.


Ouvindo a trepidação de Mayumi, Tatsuya sem rodeios respondeu de volta com o método mais incentivador possível.


— Isso é perigoso! Você já se foi acima e além do chamado dever dos alunos.


A primeira a opor-se foi Mari.


Mesmo dentro dos limites do campus, Mari era alguém que estava sempre fazendo de combate a incêndios, de modo que seu senso de perigo foi particularmente acentuada, o que era natural, dadas as circunstâncias.


— Oponho-me também. Você deve deixar os casos fora do campus para a polícia.


Mayumi solenemente balançou a cabeça.


No entanto,


— Isso é antes ou depois de nós liberamos os detalhes que cercam a tentativa de Mibu-senpai de assalto e entregá-la à jurisdição do tribunal da família? Com as palavras de Tatsuya, Mayumi congelou e foi incapaz de pronunciar uma palavra.


— Eu vejo. Então, você não quer que a polícia intervenha. E é por isso que isto é algo que não podemos ignorar. Para evitar que repetições futuras ocorram. Está certo, Shiba?


O olhar ardente de Katsuto chamou a atenção de Tatsuya.


— Seus oponentes são terroristas. Se você baixar a guarda, você vai morrer. Não importa se sou eu, Mayumi ou Watanabe, não vamos deixar que os alunos deste campus corram esse risco.


— Claro.


Apesar disso, Tatsuya não se acovardou diante daquele olhar, e imediatamente respondeu.


— Desde o início, eu nunca planejei para solicitar a assistência do Comitê de moral pública ou do Grupo de atividades de clube.


— ... Você está pensando em ir sozinho?


— Esse era o plano.


— Eu vou com você.


Ao ouvir a resposta imediata de sua irmã, Tatsuya revelou um sorriso amargo.


— Eu também.


— E eu.


Tanto Erika quanto Leo se adiantaram, manifestando a sua intenção de se juntar à batalha.


— Shiba-kun, se você está fazendo isso em meu nome, peço-lhe que reconsidere. Assim como a presidente disse, por favor, deixe isso para a polícia. Eu vou ficar bem. Vou apenas ser punida pelo que eu tenho feito. Comparado a isso, se Shiba-kun se machucar por minha causa, eu não serei capaz de suportar.


Sayaka apressadamente tentou impedi-lo, mas a expressão de Tatsuya não foi muito acolhedora.


— Isto não é por Mibu-senpai.


Estas palavras frias cortaram Sayaka, fazendo-a abaixar a cabeça.


— Como alguém cuja vida pessoal foi ameaçada por terroristas, eu também tenho uma participação nisso. Vou exterminar toda e qualquer origem ofensiva dirigida a Miyuki e a mim. Esta é a maior prioridade para mim.


Estava ele intencionalmente assumindo toda a responsabilidade, a fim de aliviar o sentimento de culpa de Sayaka? - Parecia improvável, dada a sua expressão atual. Tirando a visão de Miyuki sobre os pensamentos de seu irmão, Leo, Erika, Mayumi e Mari concluiram que Tatsuya estava falando com sinceridade de coração.


Seu perfurante olhar frio era suficiente para convencê-los disso.


Não havia raiva, nenhum espírito de luta despertou, apenas a calma afirmativa de sua intenção de aniquilar os terroristas. Ante a confiança de Tatsuya - ou talvez determinação - mesmo Katsuto não poderia dizer mais nada.


— No entanto, Onii-sama, como é que vamos exterminar completamente Blanche, raiz e ramos? Eles já devem ter evacuado a partir da base temporária que Mibu-senpai falou, então eu não acho que haverá muitas pistas deixadas para trás.


Só Miyuki foi capaz de conversar com seu irmão normalmente.


— Isso é verdade, Tsukasa-senpai provavelmente dirá a mesma coisa. Ao invés de dizer que nenhuma pista foi deixada para trás, seria mais apropriado dizer que nunca tivemos nenhuma pista em primeiro lugar.


— Então, o que devemos fazer?


Apesar de não haver indícios de ser tido, Miyuki continuou a questionar seu irmão sem um traço de desânimo em suas feições.


— A fim de entender o desconhecido, a única coisa que precisa ser feito é pedir a alguém que esteja familiarizado com o assunto.


— ... Alguém familiarizado com o assunto?


— Você tem uma ideia, Tatsuya?


Tatsuya não respondeu às perguntas de Erika e Leo. Ele simplesmente abriu as portas que davam para a saída.


— Ono-sensei?


Mayumi sorriu de forma confusa com a visão de Haruka em um terninho.


— ... Eu não posso acreditar que fui ingênua o suficiente para tentar esconder a minha presença contra o aluno favorito de Yakumo-sensei ...


Ela forçou um sorriso quando ela disse isso em um tom indiferente. Seu alvo era, obviamente, Tatsuya.


Um Tatsuya apático respondeu com uma voz um pouco surpresa.


— Você nunca teve a intenção de esconder a sua presença em primeiro lugar. Graças a todas as inverdades que você falou, eu não posso dizer se você está dizendo a verdade mais.


— Vou levar isso em conta.


Tatsuya fez um movimento de boas-vindas para fazê-la entrar, enquanto Haruka lentamente passeou em direção à cabeceira.


Ela abaixou-se e combinou o olhar com Sayaka, que estava sentada na cama.


— Você parece que esta bem...


— Ono-sensei...


— Me desculpe, eu não fui capaz de oferecer assistência.


Sayaka balançou a cabeça enquanto Ono-sensei colocou a mão em seu ombro e olhou em seus olhos. Depois de um curto período de tempo, dirigiu o olhar para o lado da cama.


— Haruka-chan, você sabe onde Blanche está localizado atualmente?


Com quem você está falando? - Ono-sensei decidiu deixar de lado a sua encenação normal.


— Haruka-chan?


— Ah? Tatsuya, não sabe?


A questão em si era óbvia, mas agora que ele estava no fim da recepção, Tatsuya estava hesitante sobre como pisar nisso.


— Nossos colegas se referem a sensei como tal. Haruka-chan também diz que ela não se importa.


— Não é todo mundo, apenas uma parte dos meninos. Tatsuya-kun, você foi enganado.


— Ah ...


Este drama inesperado rapidamente neutralizou o clima tenso na sala.


Dito isto, ao invés de maltratar a situação e causar uma subida de tensões, esta foi provavelmente a melhor alternativa, Tatsuya pensou. De qualquer forma, esta foi a explicação que ele poderia aceitar um pouco.


— …Então, Ono-sensei.


— Você pode me chamar de Haruka-chan, se quiser.


Ele não podia acreditar que ele estava em tal situação por causa da encenação desta mulher.


A única coisa que Tatsuya podia fazer era dar rédea a seu aborrecimento.


— -Ono-sensei, dada a situação, você pode parar de atuar.


— Nenhum senso de sentimentalismo que seja.


— ...

— ... Tosse.

O olhar opaco dirigido a Tatsuya foi bastante desajeitado não importa como você visse, mas depois que o som da tosse - um som de tosse excessivamente exagerada - Haruka mudou sua postura.

— Alguém obtenha um mapa. É muito mais rápido dessa forma.

Tatsuya puxou silenciosamente um terminal de informações.

Ele abriu a tela e configurou-a para o modo de mapa.

Haruka também tirou um terminal - muito mais elegante e suave do que o movimento de Tatsuya - e colocou-o para direcionar a transmissão.


Depois de receber o sinal, uma luz intermitente apareceu no mapa.


— ... Isso está literalmente bem debaixo dos nossos narizes!


— ... Eles estão zombando de nós?


A razão por trás da indignação de Leo e de Erika estava no fato de que o covil do inimigo podia ser alcançado a pé em uma hora.


A imagem foi ampliada antes de mudar para um layout mais detalhado.


O local era nas colinas fora da cidade propriamente dita, perto das fábricas abandonadas para a indústria de corante químico.


— ... Foi confirmado que a fábrica era o esconderijo dos eco terroristas, que foi abandonado quando eles fugiram.


Tatsuya estava lendo as notas adicionais.


— Eles voltaram para este local sem ser detectados pelos agentes da lei.


— Então, eles são no mesmo grupo?


Embora formulado como uma pergunta, uma vez dado os olhares nos rostos de Mari e Mayumi, seus pensamentos estavam longe de ser um segredo.


— Foram materiais tóxicos transportados para este local durante este período de tempo?


— Hm, de acordo com a nossa investigação, não há armas BC (bioquímicas) no local.


Ao ouvir o comentário de Katsuto, Haruka assentiu.


— Nós não devemos ter problemas com o transporte.


— Eles têm detectado a nossa magia?


— Mesmo que eles nos detectem, eles não mudaram seus planos de qualquer maneira. Eles provavelmente estão enterrados e esperando por nós para mostrar-se.


Tatsuya referiu a si mesmo como "alguém que estava envolvido", não porque todas as vítimas eram estudantes filiados a Primeira Escola. Os terroristas visavam aproveitar pesquisa de magia e técnicas inéditas. Com isso em mente, a sua própria técnica pessoal também podia ser alvo de terroristas. Tatsuya inferiu que Tsukasa Kinoe emboscou ele em primeiro lugar para determinar a eficácia de sua técnica era.


— Um ataque completamente frontal?


— Isso provavelmente seria a tática que o inimigo menos espera.


Tatsuya não precisava dizer nada. No momento em que Miyuki anunciou uma declaração tão guerreira, os dois já tinham planejado sua estratégia.


Katsuto concordou com este ponto.


— Sim, isso é uma tática aceitável. Deixe-me aprontar o carro.


— Eh? Juumonji-kun está indo bem?


A pergunta de Mayumi provavelmente foi espelhada nos pensamentos de Tatsuya.


Katsuto definitivamente não parece ser do tipo que impediria seus subordinados de combater, apenas para ir para da linha de frente por conta própria.


— Este é o dever da família Juumonji que carregam o nome do Dez Clãs Mestres. Mas antes disso, eu ainda sou um estudante de Primeira Escola Secundarista, então não há nenhuma maneira que eu poderia assistir isto passar sem levantar um dedo. Eu não posso deixar isso nas mãos dos calouros sozinho.


— ... Então eu também.


— Saegusa, você não pode ir.


— Mayumi, a situação seria problemático se a Presidente do Conselho estudantil não estiver disponível.


— ... Eu entendo.


Precisou os dois combinados para mal persuadir Mayumi de aceitar relutantemente a sua proposta.


—Então, se esse for o caso, Mari, você não pode ir também. Pode haver resquícios ainda espreita no campus. À medida que as moral pública Chefe Comitê, deixando seu post neste momento crítico também causaria dificuldades.


Agora foi a vez de Mari para aceitar a contragosto essa condição.


Ignorando completamente as duas mulheres que estavam olhando (?) Uma para a outra, Katsuto voltou seu olhar sobre Tatsuya.


— Shiba, você está saindo imediatamente? Se esperarmos mais, poderemos ser forçados a lutar na escuridão.


— Isso não vai demorar muito. A batalha vai estar acabada ao anoitecer.


— É isso mesmo?


Katsuto provavelmente viu algo na atitude inflexível de Tatsuya.


Assim, ele não disse mais nada. Ele deixou a enfermaria depois de mencionar que ele iria pegar o carro.


— A presidente e o Líder do Grupo de Atividades do clube são ambos membros dos Dez Clãs Mestres, isso eu sei... Então, qual é a histórico de Haruka-chan?



— Podemos falar sobre isso mais tarde. Vamos nos mover.


A pergunta excessivamente impetuosa de Leo foi casualmente posta de lado por Tatsuya.


Imediatamente após Tatsuya e Miyuki, Leo e Erika deixaram a enfermaria...


Um grande veículo estava estacionado do lado de fora dos dormitórios escolares.


Um membro adicional ocupava o banco do passageiro na fila da frente.


— Yo, Shiba.


— Kirihara-senpai.


— Você não parece muito surpreso.


— ... Não, eu estou realmente muito surpreso.


A principal fonte de choque veio de sua saudação, porém, deve ser devida que a flor pendendo de seus lábios ajudou.


— Ei mano, eu vou também.


— Faça o que quiser.


Tatsuya era completamente incapaz de compreender o estado de espírito necessário para Kirihara para proferir essas palavras.


Independentemente disso, a luz do dia estava queimando.


E assim, Tatsuya entrou no veículo, com a irmã e os amigos próximos atrás.


Notas do Tradutor e Referências[edit]


Voltar para Capítulo 9 Retornar para Página Principal Avançar para Capítulo 11